Centro de Visitantes do Apple Park será finalmente aberto no fim do ano e terá experiência de realidade aumentada

O Apple Park está aos poucos iniciando as suas operações, como nós bem sabemos — caramba, até mesmo o último evento da Apple já foi realizado no Steve Jobs Theater, dentro do complexo. Uma parte muito aguardada pelo público, entretanto, continua ainda a espera do seu momento de brilhar; me refiro, obviamente, ao Centro de Visitantes (Visitor Center) do campus, que será a única parte dele aberta ao público.

Em junho, falamos aqui que a Apple estava abrindo vagas para o café que se localizará no espaço, o que seria um indicativo de que o Centro seria aberto logo mais. Depois, a loja dele foi aberta para visitação dos jornalistas/convidados que compareceram ao último evento especial da Apple, mas depois disso ele fechou de novo.

O pessoal do MM Tour VI passou por lá, é claro, e conferiu que toda a estrutura ainda estava circundada por tapumes — provavelmente pelo fato de que os próprios arredores dele ainda estão em obras finais.

Hoje, a revista Byways publicou uma reportagem detalhando mais algumas partes ainda desconhecidas do Centro de Visitantes e liberou a informação que todos nós queríamos: sim, o espaço será aberto ainda em 2017 — “no fim do ano”, segundo a publicação, mas sem especificar uma data.

De acordo com a matéria, o Centro será dividido em três partes: um café, uma loja oficial da Apple (que, assim como ocorre em Infinite Loop, venderá souvenires da Maçã junto aos produtos “regulares” da empresa) e um espaço dedicado a uma experiência em realidade virtual. Este último parece ser muito interessante: trata-se de uma maquete topográfica do terreno onde está localizado o Apple Park pela qual visitantes, munidos de iPads dotados de um app especial, poderão visualizar uma versão digital do complexo com todo tipo de informação sobre a sua construção. Parece incrível, não?

Além disso, como já se sabia, o prédio terá, na sua cobertura, um terraço aberto a visitação que oferecerá uma vista privilegiada da “espaçonave” da Maçã e dos seus arredores. Enquanto isso, na parte subterrânea, um estacionamento terá capacidade para quase 700(!) carros. O centro, que custou aproximadamente US$108 milhões para ser construído, terá entrada gratuita para o público.

Algo me diz que o próximo MM Tour vai bombar ainda mais, hein? 😉

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários