Johny Srouji, VP sênior de tecnologias de hardware da Apple: “Já estamos trabalhando nos chips que você verá em 2020”

Um dos executivos mais importantes da atualidade para a Apple, Johny Srouji é seu vice-presidente sênior de tecnologias de hardware e o principal responsável por todo o silício próprio que a Apple cria: processadores, baterias, controladores de armazenamento, sensores, telas e outros chipsets — não só em iPhones, mas em todos os produtos da Maçã.

Ele entrou na Apple em 2008, depois de passar por gigantes como Intel e IBM, e liderou o desenvolvimento do A4, o primeiro system-on-a-chip (SoC) próprio da empresa, até o atual e elogiado chip A11 Bionic. Nesta semana, Srouji concedeu uma entrevista bacana ao jornal israelense Calcalist.

Johny Srouji, vice-presidente sênior de tecnologias de hardware da Apple

Segundo o executivo, só em Israel a Apple emprega hoje mais de 900 pessoas (eram 700, em 2015). A companhia tem no país nada mais nada menos que o seu segundo maior centro de pesquisa e desenvolvimento (research and development, ou R&D) do mundo, depois dos Estados Unidos.

O silício é implacável. Meu time já está trabalhando nos chips que você verá em 2020. Você faz apostas. Nós temos o sistema e o software. Temos um conhecimento melhor em relação a fabricantes de chips externas sobre aonde as coisas vão parar. Como possuímos o silício, o software, o sistema operacional e tudo mais, nós entregamos, sempre. Nós entregamos para as especificações exatas do iOS e nada mais. Não temos que nos preocupar com outros sistemas operacionais.

Sobre a aquisição de empresas — e a Apple já comprou várias em Israel, como Anobit, PrimeSense, LinX e RealFace —, Srouji explica que ela nunca faz isso simplesmente para aumentar a sua força de trabalho ou mesmo para obter novos empregados talentosos, e sim pelas tecnologias. “Comprar [empresas] é uma forma de nós inovarmos”, diz ele.

Aos interessados, a entrevista completa (em inglês) está aqui.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários