Apple é investigada por suposta violação de patentes que contemplam quase toda a sua linha de produtos

A Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (U.S. International Trade Commission, ou ITC) iniciou na terça-feira (14/11) uma investigação sob alegações de que a Apple teria violado patentes pertencentes à empresa Aqua Connect. De acordo com a Reuters, as alegações contemplam Macs, iPhones, iPads, iPods e Apple TVs — ou seja, quase toda a linha atual de produtos da Maçã.

A decisão de iniciar a investigação veio depois de a Aqua Connect e sua subsidiária, a Strategic Technology Partners, terem entrado com um processo contra a Apple em outubro, afirmando que a Maçã teria utilizado duas de suas patentes, as quais estão relacionadas a compartilhamento de tela, acesso remoto a computadores e tecnologias de servidor de terminal.

Recurso Espelhamento do AirPlay (AirPlay Mirroring)

As patentes citadas são a RE46.386 (atualizando uma sessão de usuário em um ambiente de sistema informático derivado de mach1) e a US8.924.502, que cobre “sistema, método e produto de programa de computador para atualizar uma sessão de usuário em um ambiente de sistema derivado de mach2.

A Aqua Connect inventou e criou a primeira solução de servidor de terminal e desktop remoto totalmente funcional para Mac em 2008. Inicialmente, nosso produto tinha todo o suporte da Apple. Mas anos depois, a Apple construiu nossa tecnologia em seus sistemas operacionais macOS e iOS sem a nossa permissão. Essas ações judiciais procuram impedir a Apple de continuar usando nossa tecnologia em seus sistemas operacionais macOS e iOS.

Ronnie Exley, CEO da Aqua Connect.

Em relação ao acesso remoto de computadores, o peculiar é que a tecnologia Apple Remote Desktop existe desde 2002, enquanto a Aqua Connect foi fundada cinco anos depois, em 2007. E sobre o compartilhamento de tela, a empresa afirmou que a maneira com que a Apple a executava era “rudimentar” e que, na atual versão, ela viola suas patentes.

O processo exige danos compensatórios e uma conclusão de que a Apple violou voluntariamente as patentes, assim como — por incrível que pareça — solicita uma ordem exclusão e outra ordem para impedir que a Apple importe seus produtos para os Estados Unidos.

Esse tipo de investigação pode levar cerca de um ano ou até mais para ser resolvida definitivamente.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários