Apple vê crescente demanda por MacBooks no terceiro trimestre, garantindo uma boa colocação no ranking mundial

As escolhas da Apple em relação aos seus notebooks não têm sido tão bem-vindas quanto se esperava. A falta de mais portas USB e a ausência da barra de função física nos novos MacBooks Pro são reclamações recorrentes entre os interessados em tecnologia ou possíveis compradores. E, mesmo com seus preços nas alturas e todas as lamentações, a Maçã ainda conseguiu ingressar no ranking de notebooks mais vendidos mundialmente.

De acordo com uma nova pesquisa realizada pela TrendForce, a linha de MacBooks conseguiu obter números de vendas bastante grandes no terceiro trimestre de 2017, dando à Apple a quarta colocação no ranking de laptops mais vendidos mundialmente.

A Apple continuou com fortes vendas de seus produtos de 12 polegadas no segundo trimestre e, no terceiro, as vendas se focaram nos novos modelos do MacBook Pro, registrando 4,43 milhões de unidades vendidas no período e um aumento trimestral de 11,3%.

MacBooks vendas terceiro trimestre 2017

As vendas gerais de notebooks aumentaram admiráveis 6,8% em comparação com o trimestre anterior e tiveram um crescimento ano a ano de 0,9%, chegando a 42,69 milhões de unidades comercializadas.

Com o maior aumento trimestral e vendas de 11 milhões de unidades, a HP garantiu o topo da lista. A TrendForce afirmou que, até o fim do ano, a empresa poderá atingir a meta anual de 40 milhões de unidades, garantindo o seu primeiro lugar no ranking mundial de vendas de 2017.

A Lenovo, que passou por tempos obscuros na primeira metade de 2017, conseguiu se reerguer muito bem, vendendo 8,58 milhões de unidades nesse último trimestre, o que a garantiu um crescimento trimestral de 6,5%. A previsão é que a empresa ainda cresça de 1% a 3% no quarto trimestre.

Mantendo o seu terceiro lugar, com 6,65 milhões de unidades vendidas, está a Dell e seu humilde 1,4% de aumento trimestral. Logo em seguida, em quarto lugar, a nossa querida Apple tomou a frente da ASUS (3,82 milhões de unidades, queda de 4,3%) e da Acer (3,31 milhões, crescimento de 2,8%).

Tim Cook afirmou no último anúncio dos resultados financeiros que a divisão de Macs alcançou US$25,8 bilhões em faturamento no ano fiscal de 2017. Todos esses números mostram que, mesmo com o grande aumento nas vendas de smartphones e tablets, os notebooks ainda continuam com vendas sólidas e crescentes.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários