A educação de crianças com autismo é um desafio que deve ser superado com a adoção de formas alternativas ao método tradicional da pedagogia; neste sentido, a música é uma parceira poderosíssima na tarefa de fazer os alunos se envolverem com as atividades e desenvolverem as habilidades de trabalho em grupo e outros aspectos. Quando a tecnologia é utilizada para potencializar essa relação, então, as coisas ficam ainda mais interessantes.

Foi exatamente o que aconteceu em uma escola pública no Queens, distrito de Nova York. A instituição, especializada no ensino de estudantes com dificuldades de aprendizagem, tem sua área musical chefiada pelo músico e professor Adam Goldberg, que começou a adotar um instrumento atraente e fácil de usar: um iPad.

Em uma classe formada apenas por alunos autistas, em diferentes posições do espectro, a empreitada deu tão certo que Goldberg até mesmo formou uma banda, batizada de P177Q iPad Band. Segundo o educador, o estímulo visual e a operação intuitiva dos iPads fez com que os alunos se envolvessem na atividade de tal forma que vários deles apresentassem evolução nos seus quadros — um, inclusive, começou a se comunicar verbalmente e até a cantar pela primeira vez após a experiência!

A matéria da CBS Sunday Morning mostra o trabalho de Goldberg e uma bela apresentação dos estudantes com seus iPads (vídeo acima). A história tocou o mundo de tal forma que até Tim Cook foi ao Twitter para elogiar a iniciativa de Goldberg e compartilhar uma palavra de incentivo aos estudantes:

Essa história faz nossos corações cantarem! @Adam_G88 e P177Q iPad Band, vocês são todos astros do rock. Continuem fazendo música!

Fantástico, não é mesmo?

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários