Autoridade americana pede explicações sobre as vulnerabilidades Meltdown e Spectre a diversas empresas de tecnologia, incluindo a Apple

A Apple ultimamente anda bastante envolvida em polêmicas relacionadas a seus produtos, e as autoridades americanas não se acanham em pedir explicações.

Publicidade

Desta vez, a CNBC contou que o Comitê de Energia e Comércio dos Estados Unidos (U.S. House Energy and Commerce Committee) enviou diversas cartas [PDF] a CEOs de várias empresas de tecnologia pedindo explicações sobre as falhas de segurança Meltdown e Spectre, que afetaram muitos computadores, incluindo os dispositivos da Maçã — portanto, é claro que Tim Cook estava na lista de destinatários, junto dos CEOs de Google, Amazon, ARM, AMD, Intel e Microsoft.

Na carta, o comitê pediu especificamente que as empresas dessem mais informações sobre o tal acordo que elas teriam feito a fim de atrasar a divulgação das falhas de seguranças, já que elas foram avisadas do problema lá em junho de 2017.

Na porção da correspondência enviada a Cook, o comitê chegou a afirmar que entendia que as vulnerabilidades poderiam ser exploradas se fossem expostas antes, mas continua procurando explicações para serem entregues até 7 de fevereiro:

Publicidade

Embora reconheçamos que vulnerabilidades críticas como essas criam uma relação desafiadora entre a divulgação e o segredo, uma vez que a divulgação prematura pode proporcionar aos indivíduos mal-intencionados o tempo para explorar as vulnerabilidades antes que as soluções sejam desenvolvidas e implantadas, acreditamos que essa situação mostrou a necessidade de uma avaliação adicional em relação à divulgação coordenada de vulnerabilidades envolvendo múltiplas empresas.

A Apple ainda não se pronunciou sobre a carta, mas a Intel agradeceu as perguntas e afirmou que gostaria de continuar o diálogo sobre os problemas com o Congresso americano.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…