iOS 12 deverá ser focado em qualidade/segurança, deixando grandes novidades só para 2019 [atualizado]

A Apple dificilmente comentará algo sobre isso, mas segundo Ina Fried (do Axios), a empresa mudou drasticamente os seus planos para o iOS 12. No cerne da questão está o desenvolvimento de novos recursos, que supostamente foram adiados para 2019 a fim de dar espaço a um foco maior em desempenho e qualidade do que já existe atualmente no sistema operacional móvel.

Se isso realmente se confirmar, não será a primeira vez. No passado, já vimos algo similar acontecer tanto no desenvolvimento do macOS (o Snow Leopard foi um refinamento do Leopard, assim como o Mountain Lion foi para o Lion e o High Sierra foi para o Sierra) quanto do iOS.

Ainda que seja um balde de água fria para muitos usuários, a — suposta, já que ainda estamos falando de algo não confirmado — decisão faz bastante sentido se levarmos em conta as críticas recentes que a empresa vem sofrendo, seja por questões envolvendo a segurança dos sistemas operacionais (a lista é grande), atrasos no desenvolvimento de recursos que foram prometidos e não entregues (exemplo: Mensagens no iCloud), entre muitos outros.

Mas o que exatamente ficaria para 2019? Segundo Fried, uma série de recursos incluindo uma atualização da tela inicial, a interface para a utilização do sistema dentro de veículos (imagino que seja o CarPlay), melhorias nos principais apps do sistema como o Mail e um melhor fluxo no processo de capturar, editar e compartilhar imagens.

Obviamente, a Apple não será louca de apresentar um novo sistema operacional (iOS 12) sem absolutamente nenhuma novidade; o futuro sistema deverá vir com melhorias em realidade aumentada, na forma como lidamos com dados de saúde (algo que já começará no iOS 11.3) e novidades nos recém-discutidos controles parentais. Além disso, a Apple estaria priorizando o trabalho para tornar os iPhones mais responsivos e menos propensos a causar problemas de suporte ao cliente (a tal da insatisfação).

Internamente, porém, há quem esteja questionado a estratégia. Obviamente um foco renovado na qualidade e no desempenho pode aliviar algumas das críticas que a empresa vem sofrendo, mas alguns se perguntam se essa abordagem efetivamente levará a uma maior qualidade. Sem falar, é claro, que “novidades” como melhorias em segurança e confiabilidade não são bons argumentos de venda para um lançamento — ou seja, o marketing da Apple terá trabalho.

Muito provavelmente nós conheceremos os planos da empresa para os seus futuros sistemas operacionais na Worldwide Developer Conference (WWDC) 2018, que tradicionalmente acontece no mês de junho. Até lá, é claro, tudo pode mudar.

Atualização 30/01/2018 às 14:02

A Bloomberg reiterou os planos da Apple de adiar para 2019 algumas novidades que chegariam ano ao iOS neste ano — e que isso, de alguma forma, impactará também o macOS.

Contudo, o plano da Maçã de desenvolver um ambiente para que aplicativos rodem tanto no iOS quanto no macOS ainda estaria de pé. Eles também afirmaram que o controle parental do iOS 12 contará com tempo de uso do aparelho e de apps, facilitando a vida dos pais.

No mais, citam também melhorias no FaceTime (que pode ser algo meramente pontual ou mais relevante, como chamadas em grupo, por exemplo). Veremos.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários