Receita recorde, iPhone X campeão de vendas, Apple Watch bombando… como foi o primeiro trimestre fiscal de 2018 da Apple

Ontem, a Apple divulgou os resultados financeiros do seu primeiro trimestre fiscal de 2018. E, conforme esperado — até pela projeção feita pela empresa —, o período foi excelente para a Maçã! Conforme comentamos, a firma de Cupertino conquistou, no período, uma receita de US$88,3 bilhões (13% a mais que no mesmo período do ano passado), com lucro líquido de US$20,1 bilhões (+12%) e ganhos por ação diluída de US$3,89 (+16%). As vendas internacionais compreenderam 65% de todo o faturamento trimestral.

As vendas de iPhones caíram 1%, totalizando 77,3 milhões; ainda assim, ela geraram 13% mais receita do que no mesmo período há um ano, atingindo US$61,6 bilhões. As vendas de iPads cresceram 1%, atingindo 13,2 milhões de unidades, o que gerou US$5,9 bilhões (+6%) para a empresa. Os Macs, contudo, tiveram um trimestre “ruim”, com uma queda de 5% (5,1 milhões), gerando uma receita de US$6,9 bilhões (-5%). A categoria Serviços, por sua vez, gerou US$8,5 bilhões (crescimento de 18%), enquanto a Outros produtos (no qual se enquadram Apple Watch, Apple TV, AirPods, fones Beats, entre outras coisas) conquistou uma receita expressiva de US$5,9 bilhões (+36%)!

Números do primeiro trimestre fiscal de 2018 da Apple

Como de costume, o CEO1 Tim Cook e o CFO2 Luca Maestri realizaram uma conferência em áudio para anunciar os resultados e comentarem um pouco sobre o desempenho da empresa no último período. E, nesse evento, sempre pintam informações interessantes, como a confirmação de que o Apple Pay chegará em breve ao Brasil (aparentemente suportando apenas cartões Mastercard e Visa do Banco Itaú).

Abaixo, os principais destaques citados pelos executivos.

Comentários gerais

  • Foi um trimestre recorde para a Apple, atingindo a maior receita na história da empresa e superando o antigo recorde por quase US$10 bilhões.
  • A expectativa para o próximo trimestre fiscal (FQ2 2018), porém, ficou abaixo do que o mercado financeiro estava prevendo; enquanto Wall Street imaginou receitas por volta de US$65,7 bilhões (média), a Apple espera algo entre US$60 e US$62 bilhões.
  • A base instalada de dispositivos Apple está agora em 1,3 bilhão!
  • Um detalhe interessante do primeiro trimestre fiscal de 2018 é que ele teve 13 semanas, enquanto o FQ1 2017 teve 14; fazendo os devidos ajustes (levando em conta que ambos tivesses sido iguais), o crescimento da Apple seria ainda maior, de 21%.
  • As receitas da Apple cresceram dois dígitos em todos os segmentos geográficos que a empresa monitora.
  • A Apple tem agora US$285 bilhões em dinheiro (somando caixa e títulos negociáveis); excluindo dívidas, o valor é de US$163 bilhões.
  • Apesar dos bons números no trimestre, Cook acredita que analisar os números sob uma ótica de 90 dias de vendas é uma maneira muito superficial de ver a Apple; uma coisa muito maior é olhar um longo período, a satisfação e o envolvimento do cliente, o número de dispositivos ativos… ou seja, o ecossistema e como uma coisa puxa a outra.
  • A Apple adquiriu 19 empresas no ano fiscal de 2017.

iPhones

iPhone X e AirPods

  • Apesar da queda nas vendas (pequena, é verdade, já que foi de 1%), o preço médio de venda (average selling price, ou ASP) do iPhone no primeiro trimestre fiscal de 2018 ficou em US$796, bem acima dos US$695 há um ano — obviamente, a introdução do iPhone X e seu preço base de US$1.000 colaborou muito com isso.
  • Reforçando ainda mais o ASP do iPhone, Cook afirmou que o iPhone X é o campeão de vendas da Maçã desde que foi lançado.
  • Foi o quinto trimestre consecutivo de forte crescimento nas receitas do smartphone.
  • Nos EUA, segundo a firma 451 Research, a taxa de satisfação de usuários (domésticos ou empresariais) de iPhones está em 96% ou mais para todos os modelos do smartphone.
  • Cook afirmou que a satisfação de usuários do iPhone X “excede os gráficos” e que o Face ID foi incrivelmente bem recebido.
  • 96% também é a taxa de lealdade do aparelho, esta medida pela firma Counterpoint Research.
  • Sobre a polêmica envolvendo a redução do processamento de iPhones com baterias antigas e se isso causaria algum impacto na venda de novos iPhones — já que a Apple está oferecendo a troca da bateria velha por uma nova a preços convidativos —, Cook falou que a Apple não cogitou pensar se isso traria algum impacto nas vendas: “Nós fizemos isso porque achamos que era o certo para os nossos clientes. Eu não sei o efeito que isso terá […]. Não foi algo pensado e processado decidir fazer o que nós fizemos.”

iPads

iPad Pro e Apple Pencil

  • O preço médio de venda dos iPads no FQ1 2018 ficou em US$445, um pouco acima dos US$423 do FQ1 2017.
  • Globalmente, quase metade das vendas de iPads foi para primeiros compradores de tablets ou para pessoas migrando para o ecossistema da Maçã.
  • A empresa LensCrafters adotará 7.000 iPads para realizar exames oculares digitais.

Macs

MacBook Pro

  • O preço médio de venda dos Macs neste trimestre fiscal ficou estável, praticamente o mesmo de há um ano.

Serviços

Apple Pay no Brasil

  • O FQ1 2018 foi recorde para a App Store.
  • Já são 2.000 aplicativos disponíveis na loja utilizando o ARKit.
  • A Apple ultrapassou a marca de 240 milhões de assinantes em serviços (Apple Music, iTunes Match, espaço de armazenamento no iCloud, etc.); comparado ao trimestre anterior, trata-se de um incremento de 30 milhões de usuários.
  • Apple Music, iCloud e Apple Pay viram crescimentos em usuários e obtiveram receitas históricas no trimestre fiscal.
  • O Apple Pay teve um crescimento anual de 50% em adoção por parte dos lojistas, atingindo 2/3 dos Top 100 lojistas americanos.
  • Não custa nada repetir: o Apple Pay está chegando ao Brasil! 😃

Outros produtos

Apple Watch

  • As vendas do Apple Watch Series 3 foram mais de 100% maiores que as do Apple Watch Series 2 no ano passado — o melhor trimestre da história do relógio.
  • Juntando os resultados do relógio com os dos fones da Beats e dos AirPods, a receita total dos wearables da Maçã aumentou quase 70% em relação ao ano anterior. Trata-se da segunda maior fonte de renda da empresa, perdendo apenas para o iPhone.

Apple Stores

Apple Kärntner Straße

  • As lojas da Apple conduziram mais de 200.000 sessões da programação Today at Apple durante o trimestre fiscal.
  • A Maçã fincará o pé em 21 países com a abertura da sua nova loja em Viena, na Áustria.

Gráficos

Abaixo, alguns números que resumem o trimestre fiscal da Apple:

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

·   •   ·

Números do primeiro trimestre fiscal da Apple

via MacRumors, MacStories

Posts relacionados

Comentários