Testamos e comprovamos: trocar o país da sua conta da App Store não é mais tão traumático quanto antes

Num mundo ideal, teríamos uma única conta global para serviços na internet. Todavia, devido a inúmeras burocracias, leis locais, acordos de licenciamento, adaptações monetárias e afins, a coisa não funciona assim na prática.

No caso da Apple, quando você vai criar um ID (para acessar o iCloud, as lojas iTunes/App/iBooks Stores, o Apple Music, etc.) é preciso definir o seu país. Normalmente as pessoas nem pensam nisso (ora, cada um escolhe o país onde mora), mas por muitos anos brasileiros preferiam colocar seus IDs nos Estados Unidos pois lá tínhamos acesso a conteúdos inexistentes aqui — lembram da categoria Jogos, na App Store? 😉

Pois bem, recentemente a coisa melhorou muito para nós, brasileiros. Hoje em dia são raras, as coisas que não podemos encontrar por aqui e, para melhorar ainda mais a situação, há um mês a Apple passou a cobrar tudo em reais — com preços bastante justos, diga-se.

Considerando tudo isso, muitos aí que ainda usam contas americanas podem estar considerando migrá-las para o Brasil. E isso, meus caros, era um problemão até um tempo atrás. Felizmente, a coisa hoje está bem mais tranquila e, por indicação de alguns leitores, nós mesmos fizemos um teste prático para comprovar o que tínhamos ouvido por aí.

O que mudou?

Até um tempo atrás, quando você migrava a sua conta da App Store de país, todo o seu histórico de compras sumia. Até era possível baixar apps já comprados, mas era preciso ir manualmente até a página deles e aí, quando você ia comprar/baixar, a loja alertava que você já possuía aquele item antes.

Felizmente, a Apple hoje em dia de fato transfere todo o histórico de compras do usuário de um país para o outro. É possível inclusive ver e baixar itens (apps, músicas, livros, etc.) adquiridos na loja de origem e que não estão disponíveis na nova loja, mas no caso de apps eles não receberão mais atualizações após a troca de país. Um exemplo prático: você consegue visualizar e baixar um app específico que foi comprado e que só está disponível na loja americana; contudo, como ele não está disponível na loja brasileira, você não conseguirá mais atualizá-lo.

Ou seja, a recomendação de troca de país só não é válida caso você realmente utilize ativamente um app que não esteja disponível na loja do país para o qual você quer migrar.

Como migrar?

Considerando que a maioria de vocês está migrando de contas nos Estados Unidos para o Brasil, há duas coisas que você precisa resolver antes de mandar bala no processo:

  • Limpar o seu crédito na loja americana. Normalmente brasileiros compram coisas por meio de iTunes Gift Cards, que colocam créditos em suas contas. É preciso zerar isso, então vá gastando até acabar. Caso sobrem alguns centavos quebrados que não sirvam para comprar mais nada, entre em contato com o suporte da Apple e solicite que eles zerem os seus créditos.
  • Cancele todas as suas assinaturas. Se você assina o Apple Music, o iTunes Match e/ou o iCloud pela sua conta americana, é necessário que isso seja cancelado antes da migração — aí, logo depois que ela for concluída, você assina tudo de novo pelos preços locais. Detalhe: a cobrança dessas assinaturas é antecipada, ou seja, depois de cancelar você ainda terá que esperar dias/semanas até que o período já pago seja concluído e a assinatura seja, então, de fato terminada.

Mais uma coisinha a se atentar: se você usa o Compartilhamento Familiar (Family Sharing), é necessário que todos os membros dele tenham contas no mesmo país. Ou seja, se for migrar de um, terá que migrar de todos.

Com tudo pronto, você pode fazer a troca de país pelo site do ID Apple, pelo iTunes no seu Mac/PC ou pelo próprio iPhone/iPad.

Trocando o país pelo iTunes

  1. Acesse a sua conta;
    – Pelo ID Apple: abra esta página e entre com as suas credenciais.
    – Pelo iTunes: vá no menu Conta » Visualizar Minha Conta e entre com as suas credenciais.
    – Pelo iOS: abra os Ajustes, vá em iTunes e App Store, toque no seu ID Apple logo no topo e entre com as suas credenciais.
  2. Na área Conta (Account) ou “Resumo do seu ID Apple”, toque para editar o seu País/Região (Country/Region) e escolha o novo.
  3. Confirme a migração e aceite os Termos e Condições da loja.
  4. Atualize as suas informações de pagamento e, se necessário, também o seu endereço de cobrança.
  5. Assine novamente os serviços da sua preferência.

Prontinho! 😉

O que ainda não dá para fazer

Como falamos acima, após a migração ser feita uma coisa que você não conseguirá mais fazer é atualizar apps que não estejam disponíveis também na loja do seu novo país. Mas tem outra coisa que eu adoraria ver a Apple permitindo, no futuro: mesclagem de contas.

Para quem sempre usou uma conta americana e somente ela, migrar agora para o Brasil seguindo os passos acima e correr pro abraço é tranquilo. Mas muitos, inclusive este que vos escreve, optou por ter duas contas separadas: uma nos EUA, a outra aqui.

Ou seja, eu até poderia hoje seguir esses passos e transformar a minha conta americana em brasileira… mas eu já tenho uma aqui! O ideal, então, seria fazer a troca de país e, depois, mesclar as duas contas numa só.

Quando havia o tal do problema do histórico de compras, realmente não tinha como isso funcionar direito. Também entendo perfeitamente que a Apple não permita que duas contas de países diferentes sejam mescladas. Mas qual seria o problema de isso acontecer em casos como o meu? Vamos lá, Apple! 😬

Posts relacionados

Comentários