Apple Pay continua crescendo a passos largos, mas apenas 16% dos usuários de iPhone usam o sistema, revela pesquisa

O Apple Pay é um sucesso inquestionável, como a Maçã faz questão de pontuar em quase todas as suas keynotes e conferências de resultados financeiros. O que o pessoal de Cupertino evita divulgar (ou divulga de forma incompleta) são números concretos — na maior parte das vezes, só ouvimos que a plataforma cresceu não sei quantos por cento ou está sendo adotada por “x” vezes mais negócios.

Agora, esta pesquisa da Loup Ventures pode dar nome aos bois — ou, mais precisamente, mostrar em números reais o sucesso do Apple Pay e, ao mesmo tempo, demonstrar algo que, creio eu, muita gente suspeitava: mesmo crescendo rapidamente, ainda há um enorme espaço para o sistema de pagamentos tornar-se muito, muito maior.

De acordo com a firma, existem hoje no mundo 127 milhões de usuários do Apple Pay, um salto espetacular considerando os 62 milhões de adeptos da plataforma no mesmo período do ano passado. Além disso, a quantidade de bancos suportando o sistema cresceu 41% no período — foi de 1.922 para 2.707 instituições — e, dentre as 100 maiores varejistas online, o crescimento também foi vistoso, ainda que com uma base não muito grande: 85% entre sites móveis (agora, são 24 deles), 56% em sites para desktop (já são 14) e 9% em aplicativos (24, atualmente).

Pesquisa da Loup Ventures sobre Apple Pay

Os números animam, mas há de se considerar um aspecto: estes 127 milhões de usuários do Apple Pay representam apenas 16% da base de iPhones no mundo, hoje. Ainda que a porcentagem refira-se a todos os smartphones da Maçã ativos (e uma parcela mais antiga deles não oferece suporte ao sistema), é possível deduzir que a plataforma ainda tem um enorme espaço para crescimento.

A Loup Ventures afirma que a taxa de adoção do Apple Pay é muito mais lenta nos Estados Unidos do que em países europeus e asiáticos, onde o uso de sistemas de pagamento sem contato já era difundido antes da chegada da plataforma da Maçã; ou seja, os consumidores já estavam acostumados com esses métodos alternativos de transação e, portanto, foi um processo mais natural transportá-lo aos seus smartphones.

Há de se levar em conta, também, que a disponibilidade do Apple Pay ainda está limitada a um punhado de países e o sistema só atingirá sua popularidade máxima quando chegar a um número razoável de territórios. Brasil, estou olhando para você.

via iClarified

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários