Veja a diferença de performance de um iPhone 6s após sua bateria ser trocada

Se você acompanha o MacMagazine e o mundo Apple como um todo, já está totalmente por dentro da polêmica envolvendo a redução de performance de iPhones por conta de baterias velhas. De uma forma bem resumida, caso você ainda esteja perdido nesse assunto: para evitar que iPhones com baterias velhas/desgastadas desliguem sozinhos, do nada, a Apple decidiu reduzir o poder de processamento deles em momentos de pico de energia.

O problema todo foi que essa decisão partiu da Apple sem nenhum comunicado prévio, nenhum aviso para os clientes de que, caso os seus aparelhos estivessem com baterias envelhecidas, poderiam ter uma perda em performance. Não é à toa que a empresa está respondendo a mais de 50 processos espalhados pelo mundo, sendo convocada por governos para se explicar, etc.

Para amenizar as coisas, a Apple decidiu oferecer um programa de troca de baterias no qual usuários pagam “apenas” R$149 (em vez de R$449) para trocar o componente e, assim, voltar a ter a performance desejada no aparelho. Esse programa é válido para iPhones 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, 7 e 7 Plus — todos os iPhones 8, 8 Plus e X ainda estão dentro da garantia, então o programa não faz muito sentido para tais smartphones.

Também para se precaver, a Apple resolveu implementar no iOS 11.3 — que ainda está em fase de testes e em breve será liberado para o grande público — um recurso pelo qual poderemos desativar essa redução na performance (sabendo, é claro, que o aparelho poderá desligar mesmo indicando estar com bateria suficiente). Nós fizemos um artigo bem completo sobre esse recurso do iOS 11.3, confira aqui.

Mas a pergunta que não quer calar, é: quão mais lento fica um iPhone com uma bateria desgastada? Já vimos benchmarks sobre isso, mas a experiência como um todo da utilização do aparelho, como sabemos, passa longe de números assim. Exatamente por isso é que este vídeo de Bennett Sorbo é interessante. Nele, vemos um iPhones 6s realizando as mesmas tarefas antes e depois da troca da bateria (sim, estamos falando do mesmo aparelho executando as mesmas tarefas em momentos diferentes — com tudo devidamente cronometrado, é claro).

Os testes contemplam desde abertura de aplicativos até navegação no Safari. E vemos que, até para coisas mais simples, há uma diferença de desempenho bastante perceptível. Falando do benchmarks realizados pelo app Geekbench, o iPhone 6s antes da troca da bateria marcou 2.485 no teste de múltiplos núcleos; o mesmo teste com uma bateria nova marcou incríveis 4.412 pontos.

Alguém duvida que muitos optarão por desligar essa redução do processamento quando o iOS 11.3 for lançado?

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários