Tim Cook fala sobre novidades da Apple, futuro campus da empresa e escândalo do Facebook [atualizado: vídeos]

Após a keynote de ontem, Tim Cook sentou-se com os jornalistas Chris Hayes, da MSNBC, e Kara Swisher, do Recode, para uma entrevista realizada na própria Lane Technical College Prep High School, escola onde foi realizada o evento.

A conversa foi filmada e se transformará no sexto episódio da série Revolution, que traz papos com vários líderes do mundo da tecnologia; como vários pontos da entrevista já foram publicados, vamos dar uma olhada neles a seguir.

Educação

Claro que um dos principais tema da conversa foi educação, e Cook repetiu uma frase já dita por ele há algum tempo, de que “a educação é o grande equalizador das pessoas”, acrescentando que a raiz dos problemas da sociedade está nas suas parcelas que não têm acesso a educação de qualidade. O CEO disse também que o mundo precisa ficar confortável com a ideia de que “a educação é para sempre. Os empregos serão canibalizados com o tempo e serão substituídos por outros”.

O executivo também fez questão de acrescentar que, ainda que a Apple esteja se esforçando cada vez mais para criar ferramentas de valor para o segmento educacional, seus produtos nunca servirão para substituir professores. Ele explicou que os produtos são ferramentas que servem para ajudar as pessoas, e não substituí-las, acrescentando que o novo iPad a US$300 pode ser “um gasto muito razoável”, considerando que os professores e escolas não precisam substituir os tablets todo ano.

Novo campus nos EUA

Outro assunto em pauta foi o plano da Apple de construir o seu terceiro campus nos EUA. Cook não revelou em que estado o novo espaço será erguido, mas aproveitou a oportunidade para fazer uma crítica velada à Amazon, que recentemente anunciou uma lista de 20 estados finalistas para a construção do seu próprio campus.

“Nós não fazemos concursos de beleza”, disse Cook, afirmando que nesses casos o que acontece é que “muita gente acaba trabalhando muito para que a empresa acabe selecionando só um vencedor”, o que cria um bocado de perdedores. “Isso não é coisa da Apple”, finalizou Tim.

Polêmica do Facebook

Os jornalistas questionaram Cook também sobre o recente escândalo de dados do Facebook, fazendo o executivo reiterar seu pedido por uma regulamentação que modere o uso dos dados dos consumidores por parte das empresas. O CEO ainda afirmou que nunca fará dos consumidores da Apple um produto (se você ler nas entrelinhas, dá pra ver Tim sussurrando bem baixinho: “Ouviu, Google?”):

A verdade é que nós poderíamos ganhar muito dinheiro se rentabilizássemos nossos consumidores, se nossos consumidores fossem nosso produto. Nós escolhemos não fazer isso. Nós não vamos traficar sua vida pessoal.

Quando questionado sobre o que faria se estivesse na atual situação de Mark Zuckerberg, Cook foi categórico: “Eu não estaria na situação dele.”

·   •   ·

A entrevista completa de Cook, em vídeo, será exibida no dia 6 de abril. Caso outros assuntos interessantes sejam exibidos, voltaremos a este post com novas informações.

via MacRumors

Atualização, por Rafael Fischmann 29/03/2018 às 12:00

Agora sim, já temos alguns vídeos da entrevista para quem quiser conferir:

Sobre a privacidade de consumidores

Sobre a curadoria da App Store

Sobre a escolha do local para o novo data center

Sobre a situação de imigrantes

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários