Mesmo com queda na demanda, empresas veem crescimento do valor de venda de smartphones

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa alemã GfK, foi registrado durante o primeiro trimestre deste ano uma queda na demanda mundial de smartphones, com um total de 347 milhões de aparelhos vendidos — 2% a menos que a quantidade verificada durante o mesmo período do ano passado.

Ainda assim, o preço médio de venda de smartphones (average selling price, ou ASP) registrou um aumento surpreendente, superando 21% durante o primeiro trimestre. Apesar da queda na demanda de aparelhos, as empresas verificaram aumento no valor das receitas em 18% ao ano, somando quase US$130 bilhões durante os últimos três meses.

Para Arndt Polifke, expert em telecomunicações, este ano começou com um cenário bem diferente daquele visto no último trimestre de 2017, quando a demanda por smartphone bateu recordes.

Em comparação, durante o primeiro trimestre de 2018, houve uma queda global dos números desse consumo, mas talvez isso não represente surpresa nenhuma, já que estamos alcançando o ponto de saturação do mercado. Por outro lado, consumidores estão escolhendo modelos mais caros a fim de possuir as últimas novidades em tecnologia dos dispositivos. Como resultado, o preço médio de venda cresceu incríveis 21% ao ano, alcançando US$374.

Esse fato vai contra o que era comentado sobre a tendência dos consumidores de optarem por modelos mais baratos em comparação a modelos flagship. Inclusive, falamos sobre a pesquisa da CIRP que trazia um aumento da vendas nos iPhones 8 e 8 Plus em vista das vendas do iPhone X. Nenhuma das duas pesquisas estão erradas; o contraste entre essas informações indica que os resultados variam de acordo com a localização, já que a pesquisa da CIRP é realizada apenas nos EUA, enquanto que a GfK analisa dados coletados mundialmente.

No Brasil, os dados cruzados pela empresa indicam que a demanda por smartphones caiu cerca de 4%, atrás apenas do Chile, que registrou uma queda de 18%. Para a América Latina como um todo, a GfK prevê que a demanda por aparelhos irá crescer apenas 4% este ano, devido às quedas registradas nos dois países.

O cenário mundial apresenta informações bem variadas, as quais mostram crescimento e queda tanto da demanda por smartphones, quanto no valor das receitas:

  • Crescimento no valor de venda: 26% na Europa Ocidental, 29% nas Europas Central e Oriental, e 16% na Coreia do Sul. Na Ásia emergente1 e na China, as porcentagens de crescimento no valores de vendas não foram citados.
  • Queda na demanda por smartphones: 2% na Europa Ocidental, 2% na América do Norte, 6% na China, 4% na Índia e 3% na Coreia do Sul.

Ainda há muita água para rolar em 2018, claro. Acompanharemos.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários