Facebook anuncia concorrente do Tinder, chamadas em vídeo no Instagram e muito mais!

Depois do escândalo da Cambridge Analytica e do consequente — e antológico — depoimento de Mark Zuckerberg no Senado dos EUA, o Facebook tinha a chance de ouro de sacudir a poeira e dar a volta por cima na sua conferência F8.

Bom, se eles conseguiram ou não, deixo para vocês — o fato é que a lista de novidades apresentadas pelo gigante azul, englobando todos os seus principais produtos, é de perder de vista.

Facebook

O aplicativo principal da maior rede social do mundo tem algumas novas cartas na manga. A principal e mais falada delas é uma nova ferramenta de namoro que, à primeira vista, lembra bastante o Tinder, mas não tem nada a ver com ele de acordo com Zuckerberg: segundo o CEO, enquanto a ferramenta do foguinho tem como finalidade principal marcar encontros, a ideia aqui é dar uma mãozinha na construção de relacionamentos duradouros.

Conferência F8, do Facebook

O “Facetinder” (desculpa, Mark) poderá ser usado dentro do aplicativo principal do Facebook ou separadamente, até mesmo com uma conta diferente do seu perfil principal na rede. Seu perfil de namoro será visível apenas para outros usuários que estiverem participando do recurso e as combinações serão sugeridas por um próprio algoritmo do Facebook, que analisará uma série de preferências, grupos que a pessoa participa e eventos que ela frequenta na cidade. Uma vez combinados, os pombinhos conversam num ambiente separado (não, não é o Messenger) em que só é permitida a troca de texto, por segurança.

A ferramenta de namoro do Facebook começará a ser testada ainda neste ano, mas não há informações sobre a sua previsão de disponibilidade geral. Quem aí quer encontrar o amor de suas vidas?

Além do “Facetinder”, o app principal do Facebook ganhará algumas outras novidades em breve. Os grupos, por exemplo, receberão algumas melhorias: uma nova aba totalmente dedicada a eles será criada, e administradores poderão usufruir de um novo plugin que permitirá a eles criar, por exemplo, botões de adição funcionais em toda a internet — para que você possa clicar num link no meio do post de um blog e automaticamente juntar-se ao grupo em questão.

Um recurso chamado “Watch Party” também deverá pintar no app em breve. Trata-se de uma ferramenta que oferecerá aos usuários uma experiência de assistir a vídeos em grupo, com um chat ao vivo para comentar as suas impressões com seus amigos. Zuckerberg, aliás, comentou sarcasticamente que o recurso seria uma mão na roda para “quando seu amigo estiver testemunhando no Congresso”. Heh.

Para contribuir com a saúde mental geral dos usuários, também surgirá em breve uma ferramenta de upvote e downvote de comentários. Ela não substitui o “curtir” ou as reações; em vez disso, trata-se de uma ação anônima (ninguém sabe quem votou em cada comentário) que ajudará o Facebook a mostrar as opiniões mais relevantes em cada post, empurrando para a obliviedade os trolls e os velhos/horrorosos comentários de ódio. Assim esperamos, ao menos.

Por fim, para refletir a recém-reforçada preocupação do Facebook com a privacidade do usuário (que pode ser real ou não), Zuckerberg anunciou uma nova ferramenta que permitirá aos usuários visualizar e apagar o seu rastreamento de navegação online. Com isso, a rede não mais poderá analisar os sites que você visitou e as propagandas que interagiu, o que, acreditam eles, trará uma maior sensação de transparência aos usuários.

Instagram

A principal novidade já foi comentada por nós várias vezes aqui e, agora, finalmente anunciada de forma oficial. As chamadas em vídeo estão chegando à rede social de fotos e, como era de se esperar, serão integradas ao Direct — será possível, inclusive, realizar ligações em vídeo com múltiplos usuários simultaneamente, embora o número ainda não tenha sido especificado. O recurso está em testes e chegará para todos “em breve”.

Chamadas em vídeo no Instagram

Além disso, a aba Explorar está ganhando algumas mudanças, como um carrossel de temas na parte superior onde será possível ver as Stories, fotos e vídeos relacionados a cada assunto de seu interesse. Abaixo, o Instagram sugerirá hashtags relacionadas para você seguir.

As Stories (sempre elas) também têm boas novas. Em breve elas receberão integração com serviços de terceiros, então você poderá, por exemplo, compartilhar uma foto ou um vídeo diretamente na sua história do seu Rolo da Câmera. As primeiras integrações anunciadas são com a GoPro, o SoundCloud e o Spotify — esse último é particularmente interessante, porque você poderá compartilhar a música que está ouvindo em poucos segundos e seus seguidores poderão tocar num botão no topo da tela para escutá-la.

Conferência F8, do Facebook

A câmera das Stories, por sua vez, ganhará os mesmos recursos de realidade aumentada introduzidos no app do Facebook há alguns meses.

A rede anunciou também uma série de novas ferramentas contra o bullying, como um filtro automático contra comentários ofensivos/de ódio, focado especialmente em grupos considerados “de risco” como minorias e perfis políticos/religiosos.

Messenger

O mensageiro titular da plataforma vai ganhar um (extremamente necessário) banho de loja, ocultando ou excluindo muitas das suas firulas que o transformaram num dos aplicativos mais pesados dos nossos telefones e fizeram uma cacetada de gente migrar para o Messenger Lite. A nova interface é muito mais limpa, com apenas três ícones na parte inferior (conversas, grupos e exploração); as opções de câmera, chamada e vídeo ficam muito mais discretas, acima.

Na tela de conversa, as (milhares de) opções ficam agora dentro de menus em vez de explodirem na tela, tornando a experiência mais calma. É bom notar que, mesmo com a limpeza geral, nenhum recurso foi removido do aplicativo — então se você por algum motivo usa, digamos, as Stories do Messenger, eles ainda estão lá, só que mais discretos.

Facebook Messenger para iOS

O mais legal de tudo é o Modo Escuro introduzido pelo Facebook, que é como todo Modo Escuro deveria ser — realmente preto, em vez de cinza escuro com elementos claros pela interface.

WhatsApp

Conferência F8, do Facebook

O indefectível campeão das mensagens instantâneas no Brasil e em boa parte do mundo também não ficou de fora da festa: seu recurso de chamadas de vídeo será aprimorado, permitindo que até quatro pessoas ao mesmo tempo participem da ligação.

Conferência F8, do Facebook

Além disso, copiando mais um recurso do seu rival Telegram, o WhatsApp ganhará suporte a pacotes de adesivos, permitindo que os usuários se expressem de forma muito mais livre (ou, às vezes, francamente irritante). Ambas as novidades chegarão “em breve”, segundo o Facebook.

Oculus

O Facebook aproveitou a oportunidade para anunciar detalhes finais do Oculus Go, primeiro óculos de realidade virtual “autônomo” — ou seja, que funciona sem precisar estar conectado a um computador — da empresa.

Oculus Go

Ele utiliza a mesma plataforma do Samsung Gear VR e, com isso, já chega ao mercado com mais de 1.000 aplicativos disponíveis; sua tela LCD tem resolução de 2560×1440 pixels e o bichinho é equipado por um processador Snapdragon 821.

O Oculus Go já está disponível para venda por US$200 (para a versão de 32GB) ou US$250 (para a de 64GB) — ambas já vêm com o controle remoto direcional sem fio para interação. Bacana, não?


Ícone do app Facebook

Facebook

de Facebook, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 238.0 (440.5 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Instagram

Instagram

de Instagram, Inc.

Compatível com iPhones
Versão 111.0 (187 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Messenger

Messenger

de Facebook, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 233.0 (280.6 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app WhatsApp Messenger

WhatsApp Messenger

de WhatsApp Inc.

Compatível com iPhones
Versão 2.19.92 (159.7 MB)
Requer o iOS 8.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

via TechCrunch: 1, 2; 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários