Apple Music ganha divisão global dedicada à publicação de músicas

Os investimentos da Apple no seu serviço de streaming continuam a todo vapor e, ao que tudo indica, dessa vez o Apple Music irá expandir sua área de atuação na publicação de artistas.

A notícia, publicada pelo site Music Business Worldwide, indica que a chefe da nova divisão será Elena Segal, que até então atuava com diretora internacional do iTunes. Segal se juntou à Apple em 2006, atuando em inúmeras questões legais e de licenciamento para o iTunes e o Apple Music em diversos territórios.

A nova divisão global de publicação da Maçã deverá ser dividida em diretorias específicas que vão tratar das operações, relações comerciais, relações com editores, etc. De acordo com o MBW, a iniciativa é um dos primeiros grandes anúncios do novo diretor mundial do Apple Music, Oliver Schusser, nomeado em abril passado. Antes disso, Schusser era diretor-sênior do iTunes.

Uma fonte desconhecida informou ao MBW que Schusser está ciente de que grande parte da descoberta de artistas acontece através da publicação destes pelas gravadoras, e que a relação entre os dois grupos citados e as plataformas de streaming é bem quista.

Oliver está ciente de que grande parte da descoberta de artistas que acontece na indústria da música hoje vem do lado editorial do negócio. Ele também quer ressaltar a importância da publicação e dos compositores para a Apple. É disso que este movimento se trata.

Para a Rolling Stone, a nova divisão de publicação de músicas da Apple pode ser o pontapé inicial de muito projetos positivos para a gigante de Cupertino. A facilidade de licenciar artistas e preparar compositores internamente estão entre os pontos considerados pela revista.

Será que devemos esperar por uma espécie de gravadora da Apple, no futuro? Deixando os devaneios de lado, a divisão de publicação de músicas da Maçã irá alavancar a expressividade da empresa no mercado musical — mais do que ela já possui.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários