Bloomberg recapitula rumores de novidades para a WWDC e não espera anúncios de hardware [atualizado: ARKit 2.0]

Oferecimento: Logo da Monetizze

No nosso podcast #279, publicado ainda ontem à noite, comentamos que uma das coisas legais sobre esta Worldwide Developers Conference (WWDC) é que os rumores estão bem escassos. Tirando uma coisinha aqui e outra ali, basicamente tudo o que a Apple apresentará na segunda-feira deverá ser novidade para o grande público.

Bem, hoje a Bloomberg fez um compiladão de todos os poucos rumores que surgiram até aqui e trouxe uma ou outra informação nova sobre o que podemos esperar desse evento. Se quiser ser surpreendido na segunda-feira, portanto, pare a leitura por aqui.

Mas se você é curioso demais, siga lendo. Vamos lá?

Software

Uma das poucas coisas que a Apple antecipa sobre as WWDCs é que elas são palco da apresentação das grandes novas versões dos seus quatro sistemas operacionais: iOS, macOS, watchOS e tvOS.

O que já ouvimos este ano é que, para focar-se mais na qualidade geral dos seus softwares, a Apple teria adiado certos recursos dos sistemas deste ano para 2019. Entre eles, uma Tela de Início redesenhada, mais inteligência artificial no app Fotos, mais recursos de gerenciamento de arquivos em iPads, etc.

Isso não quer dizer, claro, que não teremos *nenhuma* novidade este ano. A Bloomberg cita algumas: adiamento de notificações, acompanhamento do mercado de ações, chamadas em vídeo (provavelmente em grupo?) e algo relacionado ao envio de Animojis para quem tem o iPhone X.

Assim como em anos recentes, a Apple também deverá dar uma atenção especial a realidade aumentada e provavelmente lançará a versão 2.0 do seu framework ARKit, possibilitando que gamers entrem num mesmo ambiente virtual ou que objetos sejam posicionados num local específico virtual (e não se movam dali).

A Siri também deverá ganhar novos recursos “proativos” este ano, porém mudanças mais significativas “ainda levarão tempo” segundo a Bloomberg.

No macOS, há a grande expectativa de que a Apple anuncie a possibilidade de apps de iOS rodarem em Macs — ou que, pelo menos, seja mais fácil para desenvolvedores criarem apps que rodem nas duas plataformas.

Mas uma das grandes novidades para os sistemas será um recurso de controle parental mais profundo, de acordo com o que a Apple prometeu recentemente. A ideia é dar a pais/usuários ferramentas para que usem menos esses dispositivos, que tenham uma maior consciência do tempo que estão gastando neles. Isso faria parte de uma iniciativa da Maçã chamada “Saúde Digital” (Digital Health).

Por sinal, está rolando um abaixo-assinado que pede à Apple recursos relacionados justamente a isso: maior flexibilidade para personalizar o iOS, controle de notificações, limitações contextuais, monitoramento de uso, estatísticas sobre apps e mais. A iniciativa vem dos chamados Digital Wellness Warriors, um grupo de desenvolvedores e organizações cuja missão é “realinhar a tecnologia com os melhores interesses da humanidade”.

Hardware

A WWDC é um evento bastante focado em software, até porque é uma conferência de desenvolvedores. Mas é bastante comum vermos, também, lançamentos de hardware no evento.

Novos MacBooks Pro de 13 e 15 polegadas abertos na diagonal

Bem, para a Bloomberg, dificilmente veremos novos hardwares na keynote de segunda-feira. A maior expectativa era para novos MacBooks [Pro], até porque surgiram indícios há poucos dias, mas o repórter Mark Gurman afirma que “eles não estão prontos até mais tarde este ano”. O mesmo pode ser dito, segundo ele, com relação a novos iPads Pro com Face ID.

A Apple também estaria trabalhando numa nova geração do Watch com telas maiores, indo de ponta a ponta, mas ela também não deverá ser apresentada agora. Fontes indicam que esse será o salto “mais notável” na linha desde o seu lançamento original, mas felizmente parece que as pulseiras atuais continuarão compatíveis com os novos relógios.

O maior desafio para a Apple, no caso do Watch, é convencer desenvolvedores de que essa é uma plataforma na qual vale a pena investir. Como cobrimos aqui no site, vários apps que tinham suporte ao watchOS foram atualizados recentemente abandonando o relógio.

·   •   ·

Por mais que saibamos que Gurman tem fontes confiáveis dentro da Apple, até essas coisas serem oficializadas por ela, tudo não passa de rumor. Ou seja, algumas podem se concretizar, outras não, e ele também pode não ter sido informado sobre todos os planos da empresa.

Então, aguardemos as novidades na segunda-feira! 😉

Atualização 01/06/2018 às 17:35

A Reuters corroborou hoje uma das informações trazidas pela Bloomberg quanto ao ARKit 2.0: segundo fontes da agência, veremos na próxima segunda-feira demonstrações de duas pessoas jogando num mesmo ambiente virtual, compartilhado de forma direta pelos seus iPhones/iPads.

A ideia de criar esse ambiente virtual de forma direta seria, mais uma vez, um reflexo da preocupação da Apple com privacidade. Desta forma, não seria preciso escanear todo um ambiente e enviá-lo para a nuvem, para aí então permitir a entrada de outros jogadores.

Não se sabe ainda, portanto, se tal sistema suportaria mais do que dois jogadores. Mas muito provavelmente ouviremos detalhes sobre isso na semana que vem.

Posts relacionados

Comentários