Após inúmeras dificuldades técnicas, AirPower poderá chegar ao mercado em setembro

O AirPower está longe de ser o único produto da história recente da Apple com uma chegada tardia ao mercado, mas certamente já entrou pro rol dos que mais atrasaram e é possivelmente um dos casos mais estranhos de todos, visto que foi anunciado junto aos iPhones 8, 8 Plus e X, em setembro do ano passado, e desde então simplesmente não ouvimos a Apple falar mais sobre ele.

Antes de prosseguirmos, lembremos do que se trata: o AirPower será uma base de recarga sem fio da Apple capaz de alimentar, simultaneamente, um iPhone, um Apple Watch e o estojo dos AirPods. Vale lembrar que este terá que ganhar uma nova versão compatível com recarga sem fio, ou vendida à parte ou já lançada junto a uma segunda geração dos fones de ouvido em si.

Como a Apple sabia que o AirPower não estaria imediatamente pronto após a chegada dos iPhones, no ano passado, ela decidiu promover soluções convencionais de recarga sem fio individual de parceiras como Belkin e mophie. Até aí, nada de errado; o problema mesmo está nesse longo atraso silencioso, até porque a Apple só disse que o AirPower chegaria ao mercado em algum momento de 2018.

Obviamente, o motivo de ele ainda não estar entre nós foram inúmeras dificuldades técnicas. Numa reportagem de hoje, a Bloomberg cita complexidades como a vontade da Apple de os devices poderem ser posicionados de qualquer forma e ordem sobre o AirPower, a necessidade de mesclar a tecnologia aberta Qi com a sua proprietária usada no Watch, bem como problemas de superaquecimento do acessório. Ainda há, também, bugs a serem corrigidos no firmware da base — que rodaria uma versão especial do iOS, para controlar o fornecimento de energia para os diferentes aparelhos colocados sobre ela.

Fontes do veículo afirmam que a meta dos engenheiros da Apple era colocar o AirPower nas prateleiras de lojas até junho, mas agora a expectativa é que ele fique pronto até setembro (e nem sabemos qual será o seu preço, ainda). Sim, considerando isso o produto terá demorado um ano inteiro para ser oficialmente lançado no mercado desde o seu anúncio original.

Que isso sirva como mais uma lição para a Apple. Se algo não está pronto (ou bem próximo disso), não há por que anunciar. Só gera frustração.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

15 comments

  1. Mas com toda certeza do mundo! Se uma mera base carregadora wireless pro Watch oficial da Apple custa aqui 599 reais, imagine essa que mescla carregador de iPhones, Watch e AirPods…. triste, porém nada fora do comum para a Apple BR.

  2. Se um AirPods de $ 159 dólares aqui custa R$ 1399, considerando que o AirPower vai custar $ 200 de acordo com rumores, posso até arriscar dizer que pode chegar a 2K por aqui no Brasil. Acredito que fique entre R$ 1.700 a R$ 2.000.

    O jeito vai ser comprar fora da Apple Brasil. Assim como tem lugares vendendo AirPods por R$ 650 lacrado como na Avenida Rio Branco aqui no Rio.

    Por $ 200 dólares é um preço um tanto elevado até mesmo para o americano que costuma pagar esse valor para comprar o iPhone atrelado a operadora

  3. Bom mesmo é esperar o teclado revolucionário da waytools desde janeiro de 2015!!! Alias que já está pago!!!

  4. “Que isso sirva como mais uma lição para a Apple. Se algo não está pronto (ou bem próximo disso), não há por que anunciar. Só gera frustração.” O legal de ver antes é poder sonhar e guardar din din caso seja interessante!

  5. Parece coisa de Universitário: A Apple terá um ano para entregar o trabalho. Adivinha quando ela vai entregar?

  6. Por mais preguiçoso que eu seja, acho que minha preguiça de plugar 1 cabo não vale 2.000 reais.
    O Watch o trabalho é o mesmo; apoiar em uma base.

  7. Preciso de um help:
    Eu tenho um Beats X e utilizo-o diariamente com meu iPhone no Bluetooth, mas algo está me irritando profundamente. Quando alguém me liga, o telefone toca A TODA nos fones (acredito que ele ignore o volume de som e utilize o volume do toque). Atualmente para não mandar a pessoa que me ligou longe (o que não é culpa dela) tenho colocado o aparelho em modo Não perturbe.

    Alguém aí tem o mesmo problema ou alguma solução para isto? Suponho que os Airpods tenham a mesma deficiência.

Deixe uma resposta