Acabou: Apple e Samsung entram em acordo e encerram disputa judicial que já durava sete anos!

A disputa entre Apple e Samsung, que se alongou por sete anos, finalmente chegou a um final. E podemos dizer, final feliz!

Apenas recapitulando de forma resumida esse embate, lá atrás, em 2011, a sul-coreana foi condenada a pagar cerca de US$1 bilhão à Apple por infringir patentes de design da empresa. Esse valor, com o tempo, foi caindo e estipulado em US$548 milhões.

A Samsung, porém, argumentou que havia sido condenada a pagar uma quantia “desproporcional” pela violação e apelou para a Suprema Corte, a fim de diminuir esse valor. Esta ordenou então que a Corte de Apelações dos Estados Unidos redefinisse a quantia que a Samsung deveria à Apple por violação de patente de projeto, e isso foi feito: a multa então caiu para US$539 milhões. E assim estava o imbróglio — até hoje.

Segundo documentos do Tribunal Distrital do Norte da Califórnia que foram compartilhados na manhã de hoje, a juíza Lucy Koh informou que as duas empresas chegaram a um acordo — os termos deste, porém, não foram divulgados.

Procurada por diversas publicações, a Apple se recusou comentar e simplesmente indicou uma declaração feita em maio, quando o caso foi julgado pela última vez:

Acreditamos profundamente no valor do design e nossas equipes trabalham incansavelmente para criar produtos inovadores que encantam nossos clientes. Este caso sempre foi mais do que dinheiro. A Apple iniciou a revolução dos smartphones com o iPhone e é um fato que a Samsung copiou descaradamente o nosso design. É importante que continuemos a proteger o trabalho duro e a inovação de tantas pessoas na Apple.

A Samsung, assim como a Apple, foi procurada e também se recusou a comentar.

Vale notar que as empresas também se envolveram em outra grande batalha de patentes, que foi decidida pela primeira vez em 2014, mas que só terminou em 2016 quando a sul-coreana foi condenada a pagar US$120 milhões por infringir a famosa patente slide to unlock. As empresas também brigavam em diversos tribunais fora dos Estados Unidos, mas essas disputas foram encerradas em um acordo costurado em 2014.

E assim, aparentemente, termina uma das disputas judiciais mais longas e importantes que a Apple se envolveu.

via The Verge

Posts relacionados

Comentários