Curiosidade: confira todos os codinomes públicos e internos de todas as versões do macOS já lançadas

Este ano fomos introduzidos ao macOS Mojave (nome de um deserto no estado da Califórnia). Depois de tantos anos e passados vários codinomes, é no mínimo curioso pensar em todos os eles (nomenclaturas internas, que não são divulgadas publicamente) que as versões dos sistemas operacionais dos computadores da Maçã receberam com o passar dos anos. E nós resolvemos compilar isso tudo para matar a curiosidade alheia. 😊

A começar pelo Macintosh, os primeiros sistemas operacionais da Apple baseados em interface gráfica foram o System 6 (lançado em 1988) e o System 7 (também conhecido como Mac OS 7, de 1991). Ao contrário do que acompanhamos hoje em dia, os sistemas naquela época recebiam nomes diversos e não seguiam um padrão:

Emulador rodando o System 7
Emulador rodando o System 7
  • System 6.04: Antares
  • System 6.05: Big Deal
  • System 6.06: SixPack
  • System 6.08: Terminator
  • System 7: Blue
  • System 7.01: Road Warrior (usado nos primeiros PowerBooks), Beta Cheese
  • System 7.1: Cube-E, I Tripoli
  • System 7.1 Pro: Jirocho
  • System 7.5: Mozart e depois Capone (a Apple esperava que, com o nome do gângster “Capone”, dominaria a popularidade do nome do código para o Windows 95, que era “Chicago”)
  • System 7.5, primeira versão: Danook
  • System 7.5, segunda versão: Thag
  • System 7.52: Marconi
  • System 7.53: Unity
  • System 7.53, primeira versão: Buster
  • System 7.53, segunda versão: Son of Buster
  • Mac OS 7.6: Harmony
  • Mac OS 7.61: Ides of Buster

Em 1997, a Apple lançou a maior atualização do seu sistema operacional até então: o Mac OS 8. As versões desse sistema operacional também foram nomeadas sem uma sequência ou conexão definida:

  • Mac OS 8: Tempo
  • Mac OS 8.1: Bride of Buster
  • Mac OS 8.5: Allegro
  • Mac OS 8.6: Veronica
  • Mac OS 8.7: Sonata

De 2001 a 2012, as versões internas do OS X receberam nomes de grandes felinos, a exemplo dos famosos Snow Leopard e Lion. Como o marketing da Apple também estava usando esses nomes para promover os softwares publicamente, a equipe decidiu, a partir do OS X 10.3, alterar os codinomes utilizados internamente para nomes de vinhos enquanto os nomes de felinos continuaram a ser utilizados para as versões públicas.

Embora os codinomes externos do OS X tenham mudado para a regiões da Califórnia em 2013, os internos permaneceram com base em nomes de vinhos até 2014. Em 2015, com o a versão 10.11, a equipe de desenvolvimento mudou novamente a nomenclatura dada aos códigos para tipos de maçãs.

Em 2016, o OS X tornou-se oficialmente o macOS e a Apple continuou usando locais da Califórnia como codinomes externos e os tipos de maçãs como internos.

macOS 10.14 Mojave

Confira abaixo os codinomes públicos e usados internamente de todas as versões (inclusive uma beta) do OS X/macOS já lançadas:

  • OS X 10 beta: Kodiak
  • OS X 10.0: Cheetah
  • OS X 10.1: Puma
  • OS X 10.2: Jaguar
  • OS X 10.3: Panther (interno: Pinot)
  • OS X 10.4: Tiger (interno: Merlot)
  • OS X 10.4.4: Tiger (interno: Chardonay)
  • OS X 10.5: Leopard (interno: Chablis)
  • OS X 10.6: Snow Leopard
  • OS X 10.7: Lion (interno: Barolo)
  • OS X 10.8: Mountain Lion (interno: Zinfandel)
  • OS X 10.9: Mavericks (interno: Cabernet)
  • OS X 10.10: Yosemite (interno: Syrah)
  • OS X 10.11: El Capitan (interno: Gala)
  • macOS 10.12: Sierra (interno: Fuji)
  • macOS 10.13: High Sierra (interno: Lobo)
  • macOS 10.14: Mojave (interno: Liberty)

Não é apenas o macOS que recebe codinomes para suas versões internas e públicas; o iOS também possui nomes para todos as versões desenvolvidas ao longo dos anos.

Interessante, não? 😉

via iMore

Posts relacionados

Comentários