Operadora estatal chinesa passa a controlar os dados do iCloud de usuários

Para cumprir com normas e diretrizes das autoridades chinesas, a Apple foi de encontro com sua filosofia acerca de privacidade e segurança e transferiu os dados e as chaves criptográficas de contas do iCloud dos seus servidores, nos Estados Unidos, para a Guizhou-Cloud Big Data Industry (GCBD), uma empresa de propriedade do governo chinês.

No entanto, uma outra mudança — dessa vez não premeditada — pode exigir dos usuários chineses ainda mais cautela sobre como os seus dados são armazenados. De acordo com uma publicação feita no WeChat, a China Telecom, grande operadora estatal do país, disse que a GCBD havia migrado todos os dados do iCloud de clientes chineses para os servidores da Tianyi, uma subsidiária sua, conforme divulgado pelo TechCrunch.

Ainda segundo o veículo, a Apple confirmou separadamente a mudança que foi responsável por levantar, mais uma vez, preocupações em torno do controle desses dados, que podem incluir emails, mensagens de texto e as chaves de criptografia que protegem essas informações. A mudança foi apresentada aos usuários como uma forma de prestar um serviço mais rápido em todo o país.

A Apple foi bastante criticada pela mudança ocorrida no início deste ano de confiar à GCBD os dados do iCloud. Vários usuários questionaram se a empresa será capaz de manter e proteger a privacidade de seus clientes sob as leis chinesas. Na época, a Apple respondeu dizendo que a exigência fazia parte das novas diretrizes do país.

A China recentemente promulgou leis exigindo que os serviços em nuvem oferecidos a seus cidadãos sejam operados por empresas chinesas e que os dados dos clientes chineses sejam armazenados no país. Embora defendêssemos que o iCloud não deveria estar sujeito a essas leis, no final das contas, não tivemos êxito.

O contrato de usuário da Apple que indica a GCBD como a detentora dos dados do iCloud ainda está disponível. Com relação à nova mudança, é provável que os usuários chineses recebam outro termo e, da mesma forma que antes, serão oferecidos a eles as opções de concordar com a mudança ou encerrar a conta do iCloud.

Essa queda de braço, a Apple perdeu.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários