Apple investiga casos de cobranças fraudulentas da iTunes Store

Já pensou analisar as compras feitas no seu cartão de crédito e constatar milhares de reais em compras da iTunes Store que você não tenha feito? Essa é a preocupação de clientes da Apple em Singapura, onde cada vez mais consumidores são alvos de cobranças fraudulentas feitas pela loja virtual da Maçã.

Duas vítimas dessa série de ataques contaram ao Channel NewsAsia que perderam, individualmente, pelo menos US$7.000 em compras do iTunes que não realizaram. Uma dessas pessoas contou ao jornal que foi cobrada em seu cartão de crédito e só percebeu que algo estava errado quando recebeu uma mensagem do banco informando que tinha menos de 30% do seu limite de crédito restante.

No entanto, os casos não param por aí. Os clientes afetados teriam contas em diversos bancos do país asiático, incluindo o United Overseas Bank (UOB), o DBS Bank Limited e Oversea-Chinese Banking Corporation (OCBC). O chefe da área de cartões de crédito deste último, Vincent Tan, confirmou outros 58 casos similares de cobranças fraudulentas.

No início de julho detectamos e investigamos transações incomuns em 58 contas de titulares de cartão de crédito. Após a confirmação de que essas transações eram fraudulentas, implantamos as medidas necessárias e estamos auxiliando os clientes dos cartões afetados por meio do processo de estorno.

Um cliente do banco DBS também contou ao jornal que seis transações fraudulentas feitas pelo iTunes haviam “varrido a sua conta completamente”. Depois de tantas situações registradas, o UOB disse que está intensificando o monitoramento de todos os gastos dos clientes com a loja da Maçã nas últimas semanas.

Quando questionada sobre os acontecimentos envolvendo transações fraudulentas no iTunes, a Apple Singapore disse ao Channel NewsAsia que está investigando os casos e informa que os usuários podem acessar a página do suporte para registrar compras que não tenham realizado.

A Apple tem divulgado, semestralmente, relatórios de transparência que contêm informações e números acerca de fraudes com cartão de crédito, notificações de dispositivos perdidos ou roubados, e outras solicitações. O último relatório foi divulgado em maio passado, correspondente ao segundo semestre de 2017.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários