Apple contrata desenvolvedor do Cyber Paint; empregado do caso Titan declara-se inocente

Mais novidades em Cupertino relacionadas a seu corpo de funcionários. Vamos dar uma olhada nelas?

Cyber Paint

A Variety informou que a Apple contratou recentemente o desenvolvedor Sterling Crispin, que foi um dos principais nomes na criação do aplicativo Cyber Paint enquanto estava na desenvolvedora DAQRI.

Cyber Paint
Cyber Paint

Aos que não são familiares ao app, o Cyber Paint traz uma interface especial para dispositivos de realidade virtual para que os usuários façam criações artísticas em 360º. O aplicativo está disponível em uma série de dispositivos VR, como o Oculus Go, o HTC Vive, o Samsung GearVR e o Google Daydream, e recebeu muitos elogios por parte da imprensa especializada como um uso realmente inovador do ambiente virtual.

Não se sabe muito sobre a contratação de Crispin pela Apple além do fato de que ele chegou a Cupertino em maio, como indica sua página pessoal no LinkedIn. Presume-se, entretanto, que o desenvolvedor tenha sido levado ao Apple Park justamente para continuar seu trabalho na área de realidade virtual, quiçá nos míticos óculos VR que estariam sendo desenvolvidos pela empresa com o sistema operacional “rOS”.

Os fatos concretos sobre essa contratação (e as ambições da Apple no segmento como um todo), claro, nós só saberemos a médio ou longo prazo. Mas a equipe está se formando.

Projeto Titan

Nós falamos aqui, há algumas semanas, do espinhoso caso de um empregado da Maçã que foi preso tentando vender segredos do Projeto Titan (o suposto sistema para carros autônomos da empresa) a uma concorrente. Agora, o suspeito declarou-se inocente na história toda.

Vídeo mostra detalhes do hardware do Projeto Titan

Xiaolang Zhang, que está em regime de liberdade condicional aguardando o julgamento do caso, teve designado um defensor público para representá-lo na audiência, mas também trouxe um advogado próprio para defendê-lo.

Como já informamos, a XMotors (empresa chinesa de veículos autônomos para a qual Zhang supostamente estaria levando as informações secretas) declarou não ter recebido nenhum dado da Apple por meio do ex-empregado. Não se sabe, entretanto, se essa informação influenciará o julgamento do réu de alguma forma.

Teremos que aguardar para ver como isso tudo se desenrolará.

via AppleInsider, Cult of Mac

Posts relacionados

Comentários