Novos iPhones poderão ter suporte ao Apple Pencil e até 512GB de espaço

A pouco mais de um mês do anúncio dos novos iPhones e após dezenas de rumores, é possível ter uma ideia do que esperar do gadget carro-chefe da Maçã para este ano. Nesse embalo, a firma de pesquisa mercadológica chinesa TrendForce divulgou algumas novas informações sobre esses dispositivos e ratificou outras.

De acordo com o relatório da empresa e como já discutido anteriormente, todos os três modelos (um com 5,8″ e outro com 6,5″, ambos com displays OLED1; e uma versão intermediária, com 6,1″ e display LCD2) deverão contar com o Face ID. A novidade pode ficar por conta do suporte ao Apple Pencil, mas a TrendForce não especificou qual dos modelos contaria com isso — minha aposta é que os prováveis candidatos sejam os dispositivos com displays OLED.

Com relação aos preços, a firma acredita que a Maçã deverá ajustar sua estratégia de venda, influenciada por marcas chinesas que cresceram surpreendente no último ano com produtos que oferecem alto desempenho a preços acessíveis. Nesse sentido, e também para manter a sua lucratividade, a Apple está negociando com seus fornecedores a redução do custo de alguns componentes tanto para o provável modelo intermediário do novo iPhone de 6,1″ quanto para produtos usados em gerações anteriores do gadget.

Nesse ínterim, o modelo de 6,1″ poderá contar, além da tecnologia Face ID, com a função dual-SIM (dois chips), apesar de a firma não mencionar duas versões distintas desse modelo — uma com e outra sem — ela destacou que esse recurso será exclusivo para algumas regiões. Devido às atualizações de processadores e memória, o custo desse modelo seria aproximado ao do iPhone 8 Plus, contudo, a Apple deverá ajustar os preços para atender às expectativas do mercado. A TrendForce estimou o preço inicial dessa versão em torno de US$700 e US$750.

Com relação aos dois modelos com tela OLED, ambos deverão contar com 4GB de RAM e opções de armazenamento de 64GB, 256GB e 512GB. Além do tamanho do display, a diferença ficaria, naturalmente, por conta do preço: o modelo de 5,8″, apesar de ser o sucessor do iPhone X, poderá sair ainda mais barato do que o atual flagship da Maçã, custando entre US$900 e US$950, de acordo com as previsões da TrendForce. Com o lançamento desse modelo, o iPhone X poderá iniciar seu processo de “fim de vida” mais cedo, devido à alta similaridade nas especificações desse novo dispositivo.

Por fim, o modelo de 6,5″ pode ter o segmento empresarial como público alvo, já que a tela maior e a função dual-SIM são características bem quistas por esse mercado. De acordo com a previsão da TrendForce, a fim de incentivar a compra desse modelo, o preço inicial da versão de 6,5″ provavelmente será o mesmo atual do iPhone X, US$1.000.

Tabela comparativa dos supostos novos iPhones de 2018

A TrendForce divulgou que os dois modelos OLED estão sendo montados desde o fim de julho, enquanto a montagem do modelo LCD está programada para iniciar em meados de setembro, o que poderia indicar um possível atraso no início das vendas do modelo de 6,1″. Ainda assim, a firma destacou que Apple deverá lançar o trio de novos iPhones juntos, em setembro ou outubro.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários