Xiaomi Mi Pad 4 Plus é mais um tablet chinês deveras inspirado no iPad

A, digamos, inspiração exagerada das fabricantes de dispositivos móveis em produtos da Apple chegou ao seu ápice esta semana quando ninguém menos que a empresa que inventou o celular — ou ao menos o grupo que leva seu nome hoje — apresentou uma cópia descarada do iPhone X. Esse lançamento de hoje não chega a ser tão hilariante, mas nem por isso deixa de ser notável.

A Xiaomi apresentou o seu mais novo tablet, chamado de Mi Pad 4 Plus, que guarda mais do que algumas semelhanças com os bons e velhos iPads — os caras não disfarçam nem no nome nem na escolha do papel de parede, fala sério. O novo dispositivo (que, como o nome já diz, é uma versão maior do já lançado Mi Pad 4) tem tela com bordas arredondadas de 10,1 polegadas e resolução Full HD+, com a já familiar proporção 16:10.

Tablet Xiaomi Mi Pad 4 Plus

Não dá pra dizer que as configurações impressionam — temos aqui um concorrente do iPad de sexta geração, e não dos parrudos iPads Pro. O processador é um Qualcomm Snapdragon 660 e o tablet conta com 4GB de RAM; as câmeras são de 13MP (traseira) e 5MP (frontal), e o dispositivo conta com um sistema de reconhecimento facial — embora o leitor de digitais ainda se faça presente no botão de início localizado na borda inferior.

Além disso, temos aqui uma generosa bateria de 8.620mAh, porta USB-C, saída para para fones de ouvido (já chegamos em um ponto onde isso precisa ser destacado mesmo em tablets, infelizmente) e suporte a 4G em todas as versões. São dois modelos, de 64GB (1.900 yuans, ou aproximadamente R$1.100) e 128GB (2.100 yuans, ~R$1200), e duas cores (preta ou dourada).

A Xiaomi não especificou a data de lançamento do dispositivo, mas é basicamente impossível que ele chegue ao Brasil — por meios oficiais, pelo menos. Talvez seja uma boa compra para quem esteja mergulhado de cabeça no ecossistema do Google, mas será que os tablets Android ainda têm algum futuro considerando que nem mesmo a gigante de Mountain View está ligando muito para eles? Teremos que aguardar para ver.

via Gizmochina

Posts relacionados

Comentários