Yahoo acusa a Apple de práticas anticompetitivas

Há pouco mais de um mês, a Apple foi acusada de práticas anticompetitivas envolvendo a venda de iPhones no Japão. Agora, a companhia está sendo investigada pela polícia japonesa mais uma vez, conforme divulgado pelo jornal Nikkei.

A Fair Trade Commission (algo como Comissão de Comércio Justo — órgão de fiscalização comercial com sede nos Estados Unidos) e o Ministério da Indústria do Japão começaram a receber relatórios do Yahoo, ainda no ano passado, sobre questões relacionadas à sua plataforma de jogos Game Plus. O serviço, lançado em julho de 2017, permite aos usuários jogarem sem precisar baixar nenhum app e se expandiu bem no último ano, contanto com a presença de mais de 52 desenvolvedores (incluindo Square Enix, distribuidora do jogo Final Fantasy).

Ainda no ano passado, o Yahoo reduziu o orçamento do Game Plus e parou de promover o serviço depois que a companhia “foi forçada a reduzir os trabalhos após ser pressionada pela Apple”, segundo o jornal. O Yahoo alegou ainda que estava procurando expandir a plataforma para incluir soluções empresariais, mas disse à FTC que não tinha escolha a não ser desacelerar o serviço à medida em que a Apple pressionava a empresa.

O Yahoo disse a vários parceiros de negócios que foi forçado a reduzir devido à pressão enfrentada “nos bastidores” pela Apple. A empresa japonesa confia na gigante de tecnologia americana parte dos seus lucros na forma de vendas através da App Store.

O Yahoo acredita que as ações da Apple correspondem a práticas anticompetitivas e violam o ato anti-monopólio que existe no país. No entanto, a investigação da FTC sobre o caso parece ter estacionado, já que a SoftBank, maior acionista do Yahoo, entrou em cena para atuar como mediadora. De acordo com o 9to5Mac, parte da receita do Yahoo e do SoftBank vem da App Store, o que torna a situação mais complicada.

Ainda que a Apple tenha uma liderança específica no Japão, com projetos e executivos à parte do comando central da empresa, é estranho acompanhar tantas acusações e investigações em um espaço de tempo tão curto — ainda mais no mesmo país.

Só eu que tive a impressão de que essa história está um pouco mal contada? De qualquer forma, vamos acompanhar os desdobramentos da investigação e ver o que mais sairá dessa nova acusação.

Posts relacionados

Comentários