Hacker é condenado por roubar fotos de Jennifer Lawrence e outras atrizes nuas

O The Guardian informou hoje que mais um hacker responsável pelo vazamentos de fotos de diversas atrizes nuas foi condenado à prisão.

Acusado de hackear ilegalmente as contas do serviço iCloud de mais de 240 pessoas (incluindo diversas estrelas de Hollywood como Jennifer Lawrence, Mary Elizabeth Winstead, Kate Upton, Kirsten Dunst, Kaley Cuoco, Victoria Justice e Teresa Palmer) e disponibilizar os conteúdos (fotos nuas e informações pessoais) na internet, George Garofano (26 anos) foi condenado a oito meses de prisão — quando sair, ele será ainda supervisionado por mais três anos.

Em abril passado, Garofano se declarou culpado, admitindo que enviou emails para as vítimas se passando pela Apple (a fim de obter os nomes de usuário e senhas das vítimas — uma técnica conhecida como phishing). Ainda segundo o jornal britânico, os promotores queriam uma sentença de 10 a 16 meses de prisão; o hacker, por sua vez, pediu leniência e esperava por 5 meses de prisão e mais 5 meses de confinamento em casa.

Em um memorando de condenação, a promotoria afirmou:

O crime de Garofano foi grave. Ele invadiu ilegalmente as contas online de suas vítimas, invadiu suas privacidades e roubou suas informações pessoais, incluindo fotos particulares e íntimas. Ele não se envolveu nessa conduta em apenas uma ocasião. Ele se envolveu nessa conduta 240 vezes ao longo de 18 meses.

Não apenas o senhor Garofano guardou para si as fotografias que roubou, como as disseminou para outras pessoas. Ele também as vendeu para outras pessoas a fim de ganhar “renda extra”.

Ao cometer esta ofensa, o Sr. Garofano agiu em completo e absoluto desrespeito pelo impacto na vida de suas vítimas.

Garofano, contudo, disse que já sofreu sérias consequências e que já fez de tudo para limpar a bagunça que fez na internet. Seu advogado de defesa afirmou que “ele agora está diante do tribunal tendo amadurecido, aceitando a responsabilidade por suas ações e não tendo tido problemas com a lei desde então” e que, por isso, “não há nada que sugira que ele jamais se envolverá nessa ou em qualquer outra conduta criminosa no futuro”.

Além de Garofano, outros nomes também já foram condenados: Ryan Collins, Edward Majerczyk, Andrew Helton e Emilio Herrera.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

3 comments

Deixe uma resposta