Apple já vale US$1,103 trilhão; Amazon vem logo atrás e toca na marca de US$1 tri

Estamos nas vésperas de mais um evento especial da Apple no qual conheceremos os novos iPhones e o “Apple Watch Series 4” (é possível que tenhamos mais novidades, como — finalmente — a chegada do AirPower e, quem sabe, de uma nova geração dos AirPods). E quem está surfando a onda dos rumores é a $AAPL.

Depois de bater mais um recorde na última sexta-feira, as ações da empresa subiram hoje 0,32%, valendo agora US$228,36. Durante o pregão, a cotação máxima atingida foi de US$229,18, também um recorde histórico. Com isso, o valor de mercado a Maçã aumentou mais um pouco, para US$1,103 trilhão.

Mas não pense você que a Apple está sozinha, nessa. Há algum tempo as ações da Amazon [$AMZN] estão numa disparada incrível, também. Hoje, os papéis dela fecharam o dia valendo US$2.039,51, após uma alta de 1,33%. Isso elevou o market cap da empresa para US$994,75 bilhões. Durante o dia, porém, as ações chegaram a valer US$2.050,50, o que fez a Amazon ultrapassar a barreira de US$1 trilhão em valor de mercado pela primeira vez — pouco mais de um mês depois de a Apple bater essa marca. Para atingirem oficialmente o US$1 tri, as ações precisam subir só mais meio porcento.

É bem provável, aliás, que a Amazon em algum momento no curto prazo ultrapasse a Apple e se torne a empresa mais valiosa do mundo levando em consideração o fortíssimo crescimento dela — para termos uma ideia, o valor das ações simplesmente dobrou nos últimos 12 meses! Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, é hoje o homem mais rico do mundo com fortuna estimada em US$166 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

Independentemente disso, as duas companhias já fizeram história! 💰

via TechCrunch

Posts relacionados

Comentários