Apple Stores: problemas em Melbourne, mudanças em Paris e nova loja na China

Em dezembro passado, comentamos o anúncio da nova “flagship global” da Apple na Federation Square, localizada em Melbourne (Austrália). De lá para cá, a Maçã tem enfrentado alguns problemas com a comunidade local depois que o projeto arquitetônico da nova loja não foi aprovado e que, para a construção, o edifício Yarra Building teria que ser demolido.

Apesar dos contratempos, a Apple conseguiu a aprovação do projeto na última instância e seguiu com o cronograma normal, e as construções estão planejadas para começarem no início do ano que vem. No entanto, a Federation Square recebeu, recentemente, uma proteção patrimonial temporária pela NTA (National Trust of Australia), órgão não-governamental que compromete-se com a promoção e a conservação dos patrimônios naturais e históricos e de importância cultural para a Austrália.

Projeto da Apple Store em Melbourne

A ordem de proteção deverá durar até dezembro deste ano, o que não seria problema para a gigante de Cupertino, já que as obras estão previstas apenas para o ano que vem. Contudo, quando a proteção temporária acabar, a NTA irá deliberar sobre a proteção permanente da região, podendo atrapalhar de vez os planos da Apple.

Além de tudo isso, na semana passada o conselho da cidade Melbourne revisou os planos de design e de infraestrutura do projeto construído pela Apple em parceria com a empresa Foster and Partners, apontando mais falhas que podem causar a “perda de definição da praça”. Entre as alterações, o conselho inferiu que faltam locais para alimentação e ambientes para que animais domésticos possam ficar, conforme divulgado pelo The Age.

Apesar de receber o status de área protegida, o governo do Estado australiano está tomando o partido da Apple, bem como de outras empresas que possuem planos de construir no local, e afirmou que não há motivos suficientes para adicionar à lista de patrimônios culturais um local que possui “apenas 16 anos de idade”. Com relação às alterações no design, veremos se a Apple será capaz de fazer tantas mudanças para ganhar ainda mais apoio do governo australiano.

Nova loja em Paris deverá ser inaugurada em novembro

Após mais de dois anos de espera, a nova flagship da Apple em um prédio localizado na Avenue des Champs-Élysées, prestigiada avenida de Paris (França), deverá ser inaugurada em novembro deste ano, conforme divulgado pelo La Chaîne Info.

Apple Store na Avenue Champs-Élysées

A loja está localizada na entrada do edifício da J.M. Weston, grife de sapatos francesa, e a Apple optou por preservar o caráter clássico do prédio, realizando apenas algumas reformas. Além disso, o átrio de cinco andares do edifício funcionará como o maior fórum da Apple em uma flagship, enquanto alguns escritórios também foram instalados no local.

Assim como a loja de Melbourne, a nova flagship em Paris também foi arquitetada pela empresa Foster and Partners. Durante o processo de construção, algumas fotos revelaram o trabalho na parte exterior do prédio. De acordo com o 9to5Mac, o edifício estava sendo vendido por US$864 milhões, no entanto, o valor final não foi divulgado após o acordo realizado em abril passado entre a Maçã e o proprietário.

Apple Carrousel Du Louvre

Ao mesmo tempo em que a Maçã se prepara para inaugurar uma nova loja em Paris, ela deverá fechar outra em um ponto bem conhecido da cidade, no shopping Carrousel Du Louvre. Inaugurada em novembro de 2009, a loja foi a primeira da Apple na França e já recebeu mais de 12 milhões de visitantes, desde então.

Ainda segundo o 9to5Mac, o principal motivo para o encerramento das atividades da Apple no local é um desacordo entre o design moderno das lojas mais recentes da Maçã com a falta de possibilidade de reformas grandes no local (que é subterrâneo), além de outros problemas com a infraestrutura do shopping.

Alguns dos funcionários da Apple Carrousel Du Louvre serão remanejados para a nova loja na Champs-Élysées e para os mais de 20 pontos oficial da Apple na França. Por ora, não foram divulgadas datas oficiais para o fechamento da loja no Louvre ou a data de inauguração oficial da nova loja da Champs-Élysées.

Apple se prepara para abrir mais uma loja na China

Além da loja em Paris, a Apple se prepara para inaugurar sua mais nova loja na China, dessa vez localizada em Suzhou, um dos maiores pontos turísticos do país. Situada na entrada do edifício mais alto de Suzhou, a loja está no centro comercial da cidade e espera receber um dos maiores números de visitantes por mês.

Apple Store em Shuzou

Durante a última semana, a fachada da loja foi decorada com um papel vermelho que exibe o logo da Maçã em um tom cromado, conforme divulgado por um usuário em uma rede social chinesa. Os banners são a primeira confirmação oficial da inauguração de uma Apple Store no local, embora os rumores tenham persistido desde o ano passado. Desde então, a Apple não realizou nenhuma anúncio formal sobre a nova loja.

A inauguração de Suzhou faz parte do projeto da Apple de abrir novas lojas e reformar localidades antigas, como a de Paris, e mais inaugurações deverão ocorrer até o fim deste mês. Além da nova flagship, a Maçã deverá investir mais de US$1,5 bilhão em dois novos centros de desenvolvimento e pesquisa, um em Suzhou e outro em Xangai.

via MacRumors, 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários