Comparativo: qual app de calendário fará de você uma pessoa mais organizada?

Eu tenho uma confissão a fazer: sou muito menos organizado do que gostaria. Desde que começaram a surgir os primeiros sinais de que seria necessário abraçar uma vida mais organizada (isto é, as primeiras tarefas de casa no longínquo Ensino Infantil), eu me resignei a adotar o pensamento de que não, eu seria superior a tudo aquilo — ou seja, eu apenas confiaria no poder do meu cérebro para administrar meus afazeres e cumprir meus deveres.

Não preciso dizer que a estratégia funcionou bem por alguns anos, mas logo os trovões da vida adulta soaram e as coisas começaram a desandar: as demandas passaram a ser mais fortes, as consequências mais pesadas e os compromissos, mais frequentes. Com isso, a necessidade de usar algum tipo de agenda foi se tornando evidente, mas eu resistia.

Então veio a revolução dos smartphones e as coisas ficaram mais simples para mim: não mais haveria a necessidade de carregar uma agenda comigo, e todos os meus compromissos e afazeres estariam salvos em um pequeno dispositivo no meu bolso — ou no meu computador. Mas ainda assim, refuguei: qual seria o sentido, afinal, de basear toda a minha vida num profano pedaço de vidro e metal que poderia estar sendo acessado por agentes que nem mesmo eu conheceria?

Bom… agora eu admito: talvez eu pudesse ter sido um pouco mais produtivo na minha vida — até agora — se resolvesse organizá-la um pouco mais. E é por isso que estou aqui: ao longo das últimas semanas, me submeti a um extenso teste com seis dos principais apps de calendário disponíveis para o ecossistema da Apple: Calendário (o nativo da Maçã), Google Agenda, Outlook, Fantastical, Calendars e Newton.

Meus achados, documentados abaixo, tentam ao máximo separar as minhas necessidades próprias (que variam, afinal, de pessoa para pessoa) e, em vez disso, fazer uma avaliação mais geral dos pontos fortes e fracos de cada serviço para que você possa ponderar, por si mesmo, qual deles se adapta melhor ao seu cotidiano e, com isso, escolher a opção mais apropriada — ou mudar daquela que você já escolheu.

Vamos lá?

Calendário

É impossível começar esse comparativo sem falar do icônico Calendário do iOS/macOS, presente nos computadores da empresa desde 2002 (até 2012 sob o nome iCal, é bom lembrar) e na plataforma móvel da Maçã desde a sua gênese.


Ícone do app Calendário

Calendário

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 1.3.5 (1.6 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app CalendárioScreenshot do app Calendário

O Calendário é a quintessência de um serviço funcional, relativamente bonito e simples, mas seu real triunfo está em outro lugar: na sua integração profunda com o ecossistema da Maçã. De todos os aplicativos aqui apresentados, ele é — naturalmente — o que mais se faz presente no uso diário do macOS ou do iOS e de seus demais aplicativos e serviços (como a Siri, o Mail ou o Lembretes). Isso é um ponto importante para quem gosta de ter tudo sempre a um toque de distância — ou, como a Apple adora dizer… simplesmente funciona.

Gosto muito, também, da ideia dos calendários compartilhados que você pode conectar ao serviço da Apple. Tome como exemplo o nosso calendário do MacMagazine: você pode simplesmente assiná-lo e acompanhar todos os eventos que julga ser importantes. Vale também para aniversários da família, eventos do seu time de futebol, reuniões da empresa… todos ficam sabendo de tudo ao mesmo tempo.

No mais, o Calendário da Maçã não tem grandes atrativos. Os modos de visualização (por mês, semana ou em lista de tarefas) não fogem do lugar comum e falta ao serviço uma forma mais intuitiva de registrar novos eventos — para cada compromisso, você deve necessariamente ir à tela correspondente para ajustar nome, dia, horário e configurações adicionais. Também fazem falta aqui alguns dos gestos e ajustes extras para personalizar a experiência e deixá-la mais simples de acordo com o seu padrão de uso. Pode ficar chato, com o tempo.

Google Agenda

O Google está em todo lugar, e, portanto, é natural que o seu serviço de calendário também esteja. Por isso, fica fácil recomendar o Google Agenda para todo mundo que esteja mergulhado até a testa no ecossistema da gigante de Mountain View — eu garanto que a sua disposição em entregar sua alma seus dados à empresa será lindamente recompensada.


Ícone do app Google Agenda

Google Agenda

de Google LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 2.106.0 (169.2 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Google AgendaScreenshot do app Google AgendaScreenshot do app Google AgendaScreenshot do app Google AgendaScreenshot do app Google Agenda

Como, exatamente? Bom, o Google Agenda é inteligentíssimo se você usar os demais serviços da companhia. Tem um Gmail como conta principal de email? A integração é profunda, com recursos de inteligência artificial escaneando automaticamente convites, compromissos, reservas de avião ou hotel e muito mais para adição imediata na sua agenda. Usa o Google Docs com frequência? O calendário busca informações em seus documentos e marca eventos com datas de entrega, por exemplo. É quase mágico!

O Google Agenda ainda se preocupa com sua saúde e bem estar, sugerindo (caso você queira) automaticamente idas a academia, por exemplo — e ele ainda se conecta com a plataforma Saúde (Health), da Apple, para indicar que você concluiu aquela sessão de exercícios. A integração é tanta que faz falta — e esse é um dos únicos pontos negativos do app — um widget para iOS.

Junte a toda essa inteligência o fato de que você pode adicionar eventos em um pulo, tanto falando quanto escrevendo em linguagem natural (“marque um almoço para amanhã às 14h com Júlia”, por exemplo — e ele reconhecerá automaticamente quem é Júlia e adicionará o contato dela) e você tem um serviço muito atrativo e bonito — sim, os modos de visualização e a forma como o Google pega imagens ou motivos pertinentes para cada tipo de compromisso é um deleite visual e ajuda a deixar tudo muito organizado. Grande concorrente, aqui… contanto que você use os serviços da empresa.

Fantastical

Se o Fantastical é, há tempos, citado como o principal dos serviços de calendário não ligados às gigantes de software (isto é, Google, Apple e Microsoft), é porque ele tem todas as armas para tal. Primeiramente, me surpreendeu o seu design e a sua facilidade de uso: todas as ferramentas e funcionalidades possíveis estão disponíveis a basicamente um toque de distância e o app faz aquilo que propõe sem tomar muito do seu tempo (o que é ótimo, já que estamos falando de serviços que querem justamente organizar melhor o seu tempo).


Ícone do app Fantastical 2 for iPhone

Fantastical 2 for iPhone

de Flexibits Inc.

Compatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessage
Versão 2.10.8 (40.8 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

R$ 10,90

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Fantastical 2 for iPhoneScreenshot do app Fantastical 2 for iPhoneScreenshot do app Fantastical 2 for iPhoneScreenshot do app Fantastical 2 for iPhoneScreenshot do app Fantastical 2 for iPhone

Ícone do app Fantastical 2 for iPad

Fantastical 2 for iPad

de Flexibits Inc.

Compatível com iPadsCompatível com o iMessage
Versão 2.10.8 (36.7 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

R$ 37,90

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Fantastical 2

Fantastical 2

de Flexibits Inc.

Compatível com Macs
Versão 2.5.10 (14.6 MB)
Requer o macOS 10.11 ou superior

R$ 149,90

Badge - Baixar na Mac App Store

Código QR Código QR

Gosto muito da forma como os modos de visualização se apresentam, tanto na versão semanal (com um carrossel de datas na parte de cima e a lista de eventos embaixo) quanto na mensal (que pode ser ativada com um simples gesto de puxar os dias na visualização semanal — aliás, os gestos aqui são fantásticos). O design de alto contraste, sempre com elementos em branco em preto para destaque máximo, é outro acerto.

As vantagens não param por aí: o Fantastical é fantástico (perdoem-me pela redundância, mas é inevitável) no seu processamento de linguagem natural e você pode registrar compromissos ou lembretes simplesmente escrevendo comandos rápidos — animações intuitivas vão mostrando os eventos sendo criados em tempo real, de forma que você aprende a utilizar todas as capacidades dessa tecnologia. É bom lembrar, infelizmente, que o Fantastical (e o reconhecimento de linguagem natural) não está disponível em português — apenas em inglês, francês, alemão, italiano, espanhol e japonês.

Ainda assim, ele é um competidor e tanto — eu nem falei de todos os aspectos que gosto nele, como os widgets para iOS e macOS, o suporte a contas de calendário de plataformas como Google e Apple, a integração com o app Lembretes da Maçã ou o suporte a diferentes calendários que são ativados ou desativados de acordo com a sua localização. Claro, isso tem um preço: R$10 no iPhone, R$17 no iPad (sim, são apps separados) e R$130(!) no Mac, o que pode afastar muitos usuários. As vantagens são tentadoras, entretanto.

Calendars

A Readdle é uma das mais célebres desenvolvedoras do mundo iOS/macOS e o Calendars é a sua visão de como um serviço de calendário deveria ser. Em alguns sentidos, eles atingem essa visão com louvor; mas em outros, nem tanto.


Ícone do app Calendars da Readdle

Calendars da Readdle

de Readdle Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 5.15.3 (127.8 MB)
Requer o iOS 10.3 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da ReaddleScreenshot do app Calendars da Readdle

Começando pelo que não gosto: a interface. Apesar de ter um modo de visualização semanal interessante — talvez mais fácil de navegar que o do Fantastical —, o Calendars traz uma organização um pouco mais confusa que a dos seus principais concorrentes, com eventos separados em blocos por cores de uma forma que não é muito intuitiva ou propícia à sua organização mental. Não é nada que deixe o app inutilizável, mas há opções melhores.

Tirando isso e um outro problema que me incomodou um pouco (a demora para troca dos modos de visualização), o aplicativo tem vários atrativos! O processamento de linguagem natural para entrada de eventos é páreo para o do Fantastical (e há um suporte, ainda que bem rudimentar, ao português) e o modo de visualização mensal, com os compromissos em bloco, possibilita uma experiência de arrastar e soltar bem intuitiva para remarcar compromissos ou copiá-los por sua agenda.

O preço do Calendars não é lá muito convidativo (R$23), mas ao menos o app é universal e funciona no iPhone e iPad indistintamente. Também não temos uma versão para Mac, o que é uma bela desvantagem para quem gosta de administrar a agenda também na tela do computador. No geral, minhas impressões são mistas.

Outlook

Eu fiquei em dúvida se deveria incluir o calendário do Outlook aqui por um simples motivo: ele não é um app por si só e sim uma seção dentro de um app que existe para uma série de outras coisas — a principal delas, claro, gerenciar seus emails. Entretanto, considerando a quantidade surpreendente de funções que ele oferece para uma “subseção” de um app e a integração profunda com os serviços da Microsoft, a sua inclusão foi rapidamente garantida.


Ícone do app Microsoft Outlook

Microsoft Outlook

de Microsoft Corporation

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 4.3.0 (304 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Microsoft OutlookScreenshot do app Microsoft OutlookScreenshot do app Microsoft OutlookScreenshot do app Microsoft OutlookScreenshot do app Microsoft Outlook

A seção de calendário do Outlook tem várias sombras do Sunrise, um app que eu nunca usei mas, a julgar pela reação quase desesperada dos usuários quando foi comprado e fagocitado pela Microsoft, certamente teria uma avaliação muito positiva nesse comparativo aqui. A interface adotada pela Microsoft é clara e objetiva, com animações elegantes que servem apenas para orientar o usuário por aquela torrente de informações e nunca deixar ninguém perdido — ponto positivo muito importante num aplicativo tão cheio de cantos.

Você pode importar contas de serviços de calendário de terceiros (como o do Google), mas o Outlook brilha mesmo se você permanece dentro da cerca fechada da Microsoft: o sistema de inteligência artificial da empresa é muito eficiente em capturar informações em seus emails e transformá-los automaticamente numa agenda fácil de ser lida, jogando no bolo contatos, localizações e compromissos.

Apesar disso, falta aqui um sistema mais simples de adicionar eventos (é tudo feito manualmente, à moda antiga) e uma maior integração com o ecossistema da Apple — o Outlook não tira proveito de basicamente nenhuma das vantagens oferecidas pela Maçã, como a Siri. Temos, pelo menos, um widget especial e um app para Apple Watch. O Outlook, naturalmente, é gratuito… mas será que é suficiente?

Newton

Para o final, resolvi deixar a ovelha negra dos concorrentes. E o “negra” aqui quase não é uma figura de linguagem, já que o Newton Calendar traz, ao contrário dos seus concorrentes, uma interface quase toda escura.


Ícone do app Newton Calendar

Newton Calendar

de CloudMagic, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 10.0.14 (40.2 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Newton CalendarScreenshot do app Newton CalendarScreenshot do app Newton CalendarScreenshot do app Newton Calendar

A meu ver, o calendário da CloudMagic tem apelo para outro tipo de público em relação aos apps acima listados: pessoas com uma abordagem mais leve e despreocupada em relação a compromissos e eventos, e que querem apenas uma forma de dar uma olhada no que tem pela frente nos próximos dias sem que isso lhes faça arrancar cabelos.

Prova disso é a interface extremamente esparsa, que traz apenas um modo de visualização (uma lista com seus próximos compromissos). A entrada de eventos suporta linguagem natural, como seus principais concorrentes, mas apenas em inglês; e um dos maiores triunfos do aplicativo — sua integração com o Newton Mail — foi por terra no início do mês passado, quando a CloudMagic descontinuou o cliente de email.

Ainda assim, o Newton Calendar tem um apelo especial para quem não quer muita coisa: sua elegância e atitude despreocupada podem atrair usuários que tenham prioridades diferentes nessa vida. Não é o que eu preciso, mas vai que funciona pra você, não é mesmo? Ele é gratuito, o que possibilita um teste por sua parte para ver se a relação dá certo.

·   •   ·

Veredito

Não há muito para onde correr aqui: o Fantastical é uma visão simplesmente superior do que deve ser um aplicativo de calendário, com sua interface apuradíssima e recursos mais avançados que os da concorrência.

Entretanto, plot twist, não é com ele que eu vou ficar, tanto por seu preço salgado quanto pela falta de suporte ao meu idioma. Em vez disso, resolvi dar uma chance ao Google Agenda, que vejo como um claro segundo colocado e com algumas vantagens claras em relação ao campeão — nomeadamente, o suporte ao português e a sua onipresença (além dos dispositivos da Apple, ele pode ser acessado no Android ou na web). Além de ser gratuito, claro.

Para usuários que queiram algo mais básico, o Newton também é uma opção a ser considerada, ou você pode até mesmo fazer um teste de algumas semanas com o próprio Calendário nativo da Apple para ver se a sua simplicidade é atraente o bastante para as suas necessidades. Há opções para todos os lados e você pode testar (quase) todas elas agora mesmo — basta dar o primeiro passo, como eu dei. Espero continuar no caminho certo!

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários