Evento especial: Apple apresenta o Watch Series 4 com ECG!

Conforme esperado e muito aguardado, a Apple apresentou hoje a sua nova linha de smartwatches! Antes, porém, algumas informações interessantes sobre as operações da empresa em si foram compartilhadas.

Falando das lojas da empresa, por exemplo, Tim Cook (CEO da Apple) informou que elas recebem hoje 500 milhões de pessoas por ano, ao todo. E elas têm um papel muito importante para a Apple atingir o magnífico número de 2.000.000.000 de aparelhos rodando o iOS, algo que acontecerá muito em breve! Mas chegou a hora de falar do primeiro produto apresentado no evento especial de hoje: o Apple Watch.

Cook informou que a empresa está maravilhada com o crescimento do Apple Watch em um espaço de tempo tão curto — ele é o relógio #1 no mundo hoje em dia, não só em smartwatches. Os três pilares do Apple Watch são conectividade, fitness e saúde. O simples monitoramento de batimentos cardíacos do aparelho já mudou e salvou a vida de algumas pessoas — a Apple recebe muitas declarações de consumidores sobre isso, inclusive. E chegou a hora de levar isso adiante com o Apple Watch Series 4.

Competições do watchOS 5 no Apple Watch Series 4

“Tudo sobre ele foi repensado e melhorado. E é simplesmente lindo!”, afirmou Jeff Williams, executivo responsável por apresentar o novo relógio ao mundo. As telas agora vão até a moldura, com cantos curvos. São 35% e 32% maiores que antes, respectivamente — bem mais do que o esperado. Nesta nova geração, são dois modelos, um de 40mm e outro de 44mm (mais fino que antes e com o volume geral reduzido).

Com tanto espaço assim, é possível adicionar contatos favoritos, múltiplos fusos horários ou até criar um mostrador todo focado em fitness/saúde. Várias interfaces foram redesenhadas para aproveitar essa nova tela. Há também novas complicações para mostradores, além do novo mostrador com oito complicações ao todo. O app Respire (Breathe) também foi melhorado e agora está disponível como um mostrador, com três variações visuais.

O mostrador modular também foi melhorado com mais informações e integrações, incluindo de apps de terceiros, e também temos novos mostradores dinâmicos, que se adaptam ao novo tamanho da tela e exploram o fato de ela ir até as bordas da caixa (com muitas animações e efeitos bem legais).

Apple Watch Series 4 com mostrador cheio de complicações de lado

A Digital Crown usa uma nova engenharia, com feedback háptico, e o alto-falante do Apple Watch também foi redesenhado, agora 50% mais alto — ótimo para ouvir as respostas da Siri, por exemplo. O microfone agora fica do outro lado do alto-falante, abaixo da Digital Crown, para que o seu funcionamento seja otimizado. Já a parte de baixo do Watch é toda feita de cerâmica preta e cristal safira (adeus traseira feita de material composto), que otimiza a recepção celular e outros sensores, também.

Dentro do relógio temos o chip S4, agora dual-core de 64 bits e até 2x mais rápido que antes, e uma nova geração de acelerômetro e giroscópio com mais capacidades e mais precisão de medições. Graças a isso, o Apple Watch detecta agora quando as pessoas caem e pode chamar ajuda automática e instantaneamente! A Apple afirmou que captou muitos dados de quedas reais para aprimorar o sistema e analisou até as respostas que nosso corpo dá quando caímos para frente ou escorregamos para trás. O relógio sabe diferenciá-las e, caso identifique uma queda problemática para o usuário, liga automaticamente para o número de emergência.

Pessoa fazendo ioga com o Apple Watch Series 4

Sobra a traseira do relógio, há três novos recursos de coração, começando por uma notificação caso seus batimentos estejam baixos demais; o segundo recurso tem a ver com o ritmo cardíaco (o Watch alerta o usuário quando detectar fibrilação atrial, caso cruze informações que podem levar a esse problema); esses dois primeiros recursos são baseados no sensor óptico, mas o terceiro explora um novo sensor baseado em eletrodos: eletrocardiograma (ECG)! Sim, trata-se do primeiro ECG vendido diretamente a consumidores, como um produto de massa e que pode ajudar a detectar outras doenças e condições cardíacas.

Para isso, basta abrir um app, colocar o dedo na Digital Crown e aguardar a leitura do ECG, que dura cerca de 30 segundos apenas. Ao fim do ECG, o app informa ao usuário se está tudo normal ou se há algo de errado. E isso é armazenado no histórico do app Saúde (Health), que pode ser então compartilhado com médicos.

A Apple já recebeu aval da Food and Drug Administration nos Estados Unidos para o novo Watch — a primeira certificação do tipo (“De Novo”) emitida pela FDA. Essas novidades estarão disponíveis para consumidores americanos neste ano e serão levadas para consumidores de outros países aos poucos. É bom frisar que os dados gerados pelo Apple Watch são totalmente privados (todos os dados de fitness e saúde são criptografados).

A bateria do relógio mantém a mesma promessa de 18h para o dia todo, com uma ligeira melhora para atividades outdoor (agora, até 6h). O novo relógio é também todo fabricado de forma amigável ao meio ambiente.

Eis os vídeos de introdução do Apple Watch Series 4:

O Apple Watch Series 4 conta com três cores em acabamento de alumínio (cinza espacial, prateada e dourada), de aço inoxidável (também nas mesmas cores — sim, uma nova cor dourada). Vale notar que, mesmo com o aumento do tamanho, as pulseiras que todos já possuem continuarão funcionando perfeitamente no Apple Watch Series 4.

O Nike+ também foi otimizado para o Series 4, com mostradores melhorados. Há uma nova pulseira que reflete à noite também, para quem gosta de correr à noite. A linha exclusiva da Hermès também continua com novos designs para a geração Series 4. o relógio custará a partir de US$399 com GPS e US$499 com conectividade celular. O Series 3 continuará à venda, a partir de US$279.

Apple Watch Series 4 da Hermès

O Apple Watch Series 4 entrará em pré-venda nos Estados Unidos nesta sexta-feira, dia 14, e chegará às lojas uma semana depois, no dia 21.

Posts relacionados

Comentários