Como usar o recurso Tempo de Uso do iOS 12 para melhorar sua relação com o iPhone

Um assunto que tomou os holofotes da mídia tecnológica (e da mídia em geral, mais amplamente) ao longo do último ano foi a questão do vício em smartphones. O fenômeno já é tratado como um potencial problema de saúde pública e várias instituições, como a Time Well Spent, foram criadas para discutir formas de combatê-lo; especialistas vieram a público questionar o papel das empresas mais importantes do ramo, como a Apple, num possível processo de coibição do vício.

O fato é que a discussão surtiu efeito: nos últimos tempos, várias empresas e desenvolvedoras apresentaram recursos de controle de uso — desde representantes da mídia social, como o Facebook, até gigantes do software como o Google. A Apple, claro, não ficou de fora da festa, e trouxe como uma das grandes novidades do iOS 12 a ferramenta Tempo de Uso (Screen Time).

Tempo de Uso no iOS 12

À primeira vista, o recurso pode parecer nada mais que um simples gráfico indicando quanto tempo você tem passado no seu dispositivo e com a opção de fornecer alertas após um limite pré-determinado de uso. Entretanto, explorando um pouco mais suas opções, dá pra perceber que a ferramenta tem condições reais de ajudar alguém que esteja numa relação negativa com o iPhone ou iPad, incentivando a adoção de hábitos mais saudáveis quanto a isso. Vamos dar uma olhada?

O Tempo de Uso pode ser encontrado nos Ajustes do seu iPhone ou iPad rodando o iOS 12. Tocando nele, você se depara logo de início com um painel básico do padrão de uso do seu dispositivo ao longo do dia — ou dos seus dispositivos, uma vez que, se você tiver mais de um aparelho conectado à sua conta do iCloud, a ferramenta irá levar em conta as informações de uso combinadas de todos eles (se você quiser).

Essa tela de visão inicial mostra quanto tempo você passou usando seu(s) dispositivo(s) ao longo do dia, com uma divisão das categorias de apps para que você entenda onde está gastando sua atenção com mais frequência. Aliás, é bom lembrar que, se o Tempo de Uso estiver ativado, você receberá uma notificação todo domingo com um relatório de seu uso semanal dos dispositivos.

Tempo de Uso no iOS 12

Tocando na opção “Todos os Dispositivos” (ou o nome do seu aparelho, caso você só tenha um) acima dessa visão básica, o recurso começa a detalhar essas informações de várias formas. Temos lá um gráfico com a quantidade de minutos passados no aparelho em cada hora do dia (deslize o dedo pelo gráfico para ver mais informações), a separação de uso por app e estatísticas de ativações do dispositivo — ou seja, quantas vezes você acendeu e desbloqueou seu iPhone/iPad para interagir com ele ao longo do dia.

Tempo de Uso no iOS 12

Descendo mais nessa mesma tela, o recurso mostra quantas notificações você recebeu ao longo do dia, exibindo um gráfico por hora e listando quais apps estão lhe enviando mais avisos — de lá mesmo você pode tocar em um aplicativo e configurar suas opções de notificação, para diminuí-las ou mesmo bloqueá-las totalmente.

Ainda nessa tela, é possível filtrar as informações por dispositivo, tocando na opção “Dispositivos” na barra superior ou, na parte de cima, mudar para uma visão semanal — neste caso, a ferramenta levará em conta o seu uso acumulado dos últimos sete dias.

Voltando à tela inicial do Tempo de Uso, temos quatro recursos abaixo da visão geral. O Repouso é uma ferramenta que permite ao usuário configurar um período do dia (presumivelmente, aquele em que você deveria estar dormindo) onde o dispositivo não deve ser usado. Quando ativo, ele mostrará um aviso toda vez que você tentar usar o iPhone/iPad durante o horário marcado; você pode ignorar esse aviso escolhendo ser lembrado daqui a 15 minutos ou dispensando-o completamente para aquele dia (mas o peso na consciência fica, o que pode ser eficaz para o efeito desejado).

Tempo de Uso no iOS 12

O recurso Limites de Apps, por sua vez, tem um princípio parecido mas, em vez de levar em conta um período de tempo, ele trabalha com aplicativos. Você pode selecionar uma categoria de apps em que está passando muito tempo (mídias sociais ou jogos, por exemplo) e estabelecer um limite diário para ela; é possível editar quais apps estão ou não nessa categoria e ainda atribuir limites diferentes para cada dia da semana. Quando o tempo for atingido, os ícones dos apps em questão ficarão escurecidos e o aviso de limite aparecerá caso você tente abri-los; da mesma forma que no Repouso, é possível ignorar esse aviso por 15 minutos ou por aquele dia todo.

Tempo de Uso no iOS 12

Mais abaixo, temos a tela Sempre Permitido, que — como o nome já diz — permite selecionar apps que sempre estão abertos para uso irrestrito. O telefone sempre está lá por padrão e não pode ser retirado (até por questões de emergência); qualquer outro aplicativo do aparelho, nativo ou não, pode ser incluído ou retirado da lista de permissões.

Tempo de Uso no iOS 12

Por fim, temos a opção Conteúdo e Privacidade, onde você escolhe que tipo de aspectos do sistema podem ser acessados pelo usuário, entre compras na iTunes Store, apps permitidos, restrições de conteúdo e outros fatores de privacidade. Essa ferramenta é especialmente útil se você tem o Compartilhamento Familiar ativado na sua conta — isso porque o Tempo de Uso permite que pais estabeleçam limites ou bloqueios nos iPhones/iPads de seus filhos remotamente e acompanhem os padrões de uso deles em seus próprios dispositivos; as crianças podem solicitar mais tempo de uso e você decide (remotamente) se concede ou não.

Tempo de Uso no iOS 12

Você pode, descendo mais a tela, visualizar as informações dos seus familiares no Compartilhamento Familiar (caso tenha o recurso ativado, claro), ativar ou mudar a senha do Tempo de Uso (que é exigida para fazer mudanças nas suas configurações ou liberar o uso extra de apps) e desligar a ferramenta completamente, caso queira.

Anotaram? Agora corram pra seus iPhones ou iPads para configurar as novidades — um pouquinho de moderação no uso dos aparelhos, afinal, nunca fez mal a ninguém.

Posts relacionados

Comentários