O CEO1 da Apple, Tim Cook, deu uma entrevista para o VICE News Tonight, que foi exibida ontem (2/10) pela HBO.

Durante a conversa (que aconteceu na Apple Grand Central, em Nova York), o executivo falou sobre privacidade, segurança dos dados do iCloud na China e o caso envolvendo a remoção dos podcasts do famoso teórico de conspiração Alex Jones do diretório da Maçã.

Dados do iCloud na China

Conforme comentamos, os dados do iCloud dos clientes da Apple na China já mudaram de servidores duas vezes só neste ano. A primeira mudança ocorreu em janeiro e a segunda em julho deste ano, o que causou um certo alarde com relação à segurança dessas informações.

Ainda que tais mudanças tenham sido cumpridas após exigências do governo chinês, o executivo da Apple afirmou para o VICE News que privacidade é um direito humano que transpõe barreiras e se “aplica também aos negócios da companhia na China”.

Se você bloquear seu smartphone na China, eu não consigo abri-lo. A questão sobre a China que as pessoas têm confundido é que certos países, sendo a China um deles, exigem que os dados dos cidadãos locais sejam mantidos no território. Trabalhamos com uma empresa chinesa para fornecer o iCloud. Mas as chaves são nossas.

Cook comentou, ainda, que a criptografia é a mesma em todos os países onde a Apple atua, de forma que, independentemente do país ou da região onde você esteja, suas informações estão seguras da mesma forma, como se estivessem em outro local.

Privacidade

Com relação à segurança das informações pessoais dos clientes da Apple ao redor do mundo, o CEO comentou que “vê a privacidade como uma das questões mais importantes do século XXI”. Embora não seja uma pessoa a favor da regulamentação das informações, o executivo acredita que seja necessário “algum nível de regulamentação governamental” para solucionar problemas atuais.

Estamos em um estágio em que mais informações estão disponíveis sobre você online e em seu telefone do que em sua casa. É provável que seu smartphone saiba o que você está navegando, conheça seus amigos, seus relacionamentos e possua todas as suas fotos.

Cook também reagiu contra a ideia de que o foco da Apple em privacidade esteja prejudicando a funcionalidade da Siri. Nesse sentido, ele explicou que a Maçã não acredita que as companhias necessitem acessar todos os dados do usuário para melhorar seus serviços.

Amanhã, @elspethreeve se sentará para uma entrevista exclusiva com o CEO da Apple, @tim_cook, sobre privacidade, criptografia e muito mais.

Veja-os às 19h30 no #VICENewsTonight na @HBO.

Banimento do conteúdo de Alex Jones

Em meados de agosto deste ano, a Apple removeu do seu serviço cinco podcasts do programa InfoWars, produzidos pelo apresentador americano Alex Jones. Para o BuzzFeed News, a Maçã disse que não tolera discurso de ódio e que as diretrizes do app Podcasts são claras sobre que tipo de conteúdo é acessível ou não.

Um mês depois, a Apple tomou outras medidas contra Jones e baniu permanentemente o aplicativo InfoWars da App Store. Além da Maçã, outras companhias também removeram os conteúdos do apresentador de suas plataformas, a exemplo do Spotify e do YouTube.

O fato é que, no mês passado, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, admitiu em uma entrevista que a decisão de banir a página e o conteúdo de Jones da rede social foi tomada somente após o parecer da Apple. No entanto, Cook contou que não havia nenhuma ação “pré-planejada” entre a Maçã e qualquer outra companhia — incluindo a rede social de Zuckerberg.

Eu nunca tive uma conversa sobre [Alex Jones] com outras empresas de tecnologia. Tomamos nossas decisões de forma independente e acho que isso é importante, honestamente. Eu não conversei com ninguém. E, até onde eu sei, ninguém na Apple conversou.

Sobre a decisão de remover o conteúdo do apresentador das plataformas da Apple, Cook explicou que tudo faz parte dos esforços da companhia para fornecer aos usuários conteúdos “curados por humanos”. De acordo com o executivo, essa seleção pode variar entre conteúdos “muitos conservadores a muito liberais”, acrescentando que a Maçã não assume uma posição política nas decisões.

·   •   ·

A entrevista completam você confere no vídeo acima. 😉

via TechCrunch

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários