Intel acelera produção de modem 5G que poderá aparecer nos iPhones em 2020

A novela que representa a relação Intel e Apple desenvolve-se em várias frentes: em uma delas, o namoro está em vias de acabar com a perspectiva de a Maçã adotar chips próprios nos Macs talvez já a partir de 2020; em outra, estamos numa espécie de chove-não-molha no que diz respeito aos modems 5G que poderão ou não ser empregados pelos iPhones dos anos futuros.

Nas notícias mais recentes sobre esse último caso, falamos que a Intel teria perdido a oportunidade de equipar os iPhones de 2020 com seus modems 5G por conta de uma possível aproximação da Maçã com a MediaTek; esse, entretanto, ainda não seria o caso definitivo e a gigante californiana ainda seria a favorita de Cupertino. Agora, um novo capítulo pode colocar mais pano para manga na história.

A própria Intel divulgou hoje um comunicado afirmando que seu primeiro modem 5G, denominado XMM 8160, está com seu cronograma adiantado e entrará em produção mais de seis meses antes do previsto, indo para as mãos das fabricantes de smartphones e dispositivos móveis já no segundo semestre de 2019. Com isso, os primeiros aparelhos equipados com o chip da gigante poderiam surgir no mercado já no início de 2020.

O modem da Intel é bastante poderoso: mesmo com um tamanho menor que o de uma moeda de cinco centavos, ele traz suporte a todas as especificações do novo padrão 5G NR, bem como suporte a todas as redes anteriores (4G, 3G e 2G), tudo no mesmo chip. Ele é capaz de oferecer velocidade de conexão de até 6Gbps, suporta o espectro mmWave (de altíssima frequência) e também outras faixas mais baixas de ondas.

O que não se sabe, ainda, é se a Apple vai embarcar nas novidades apresentadas pela parceira e abraçará o novo chip para os iPhones de 2020. Certamente a Intel conta com isso, já que basicamente todas as fabricantes do lado do Android foram para o lado da Qualcomm (que, é bom lembrar, está rompida com a Maçã) e usarão as suas soluções de 5G assim que elas estiverem prontas.

Essa disputa será interessante.

via The Verge

Posts relacionados

Comentários