iPad Pro de 11″ e Apple Pencil também caem nas garras da iFixit [atualizado: 12,9″]

Temporada de lançamentos é assim: as mãos dos intrépidos desbravadores da iFixit ficam cansadas de tanto abrir as novidades da Apple (e da concorrência, também) em busca da sua verdade interior. Já passaram pelas ávidas ferramentas do site de reparos o novo MacBook Air e o novo Mac mini; hoje, foi a vez do iPad Pro de 11 polegadas — e, como um bônus, temos também o Apple Pencil de segunda geração.

Em relação ao tablet, ele continua difícil de ser aberto (como sempre), exigindo o uso de uma ferramenta de sucção e algo ligeiramente cortante para romper a cola que une o painel à carcaça. Abrindo o iPad Pro (e desconectando os dois cabos da tela, que ficam em posições bem inconvenientes), você já dá de cara com os alto-falantes do dispositivo. São quatro e cada um deles é composto por um woofer e um tweeter. Infelizmente, esses componentes são colados na estrutura do iPad e muito difíceis de serem substituídos.

iFixit desmonta o iPad Pro de 11 polegadas (teardown)

Seguindo, um pequeno protetor cobre a placa lógica (também) com bastante cola, tornando o processo de revelá-la bem mais grudento que o necessário. Na placa, podemos ver todos os componentes que fazem do novo iPad Pro uma das máquinas mais poderosas atualmente à venda pela Apple — principalmente o processador A12X Bionic, mas também a memória flash da Toshiba de alta performance e os 4GB de RAM1 (não, esse não é o modelo de 1TB).

iFixit desmonta o iPad Pro de 11 polegadas (teardown)

A bateria dupla do iPad Pro traz seis adesivos e cada um deles conta com duas abas para que você os puxe e libere os componentes. Ainda assim, inexplicavelmente, a parte inferior das células é afixada com uma camada de adesivo extra — e, aí, só apelando para ferramentas de sucção para tirar os componentes, ou seja, mais trabalho. A propósito, o iPad Pro de 11″ tem uma bateria de 29,45Wh, ligeiramente menor que a do seu antecessor de 10,5″ (lá, o componente tinha 30,8Wh).

iFixit desmonta o iPad Pro de 11 polegadas (teardown)
Módulo USB-C

O módulo da câmera frontal TrueDepth, responsável pelo Face ID, é quase igual ao dos iPhones X/XR/XS/XS Max e, felizmente, pode ser substituído com alguma facilidade. Outra parte modular é a inédita porta USB-C, que pode ser trocada sem que se mexa na placa lógica — algo bem interessante para uma parte do dispositivo que será bastante utilizada.

iFixit desmonta o iPad Pro de 11 polegadas (teardown)

Por outro lado, o componente magnético que prende, recarrega e sincroniza o Apple Pencil não é muito amigável aos reparos: ele teve de ser basicamente arrancado da carcaça, sendo inutilizado no processo. Falando em Apple Pencil, o acessório continua sendo totalmente inacessível e só pôde ser aberto com uma lâmina ultra-sônica que literalmente cortou o plástico que o envolve para revelar sua disposição interna, muito parecida com a da geração anterior.

iFixit desmonta o iPad Pro de 11 polegadas (teardown)

Um ponto interessante: como bem se sabe, o novo Pencil conta com uma superfície sensível ao toque que detecta um gesto (o toque duplo) para troca de função. A iFixit descobriu que todo o acessório é coberto com uma camada capacitiva, que não só registra toques como pode saber exatamente onde você está tocando — ou seja, é possível que vejamos a Apple dando novas funções e gestos ao Pencil num futuro próximo.

No fim das contas, a firma deu ao iPad Pro (e ao Apple Pencil) uma nota de reparabilidade 3 em 10 pontos possíveis, elogiando a porta USB-C modular e a extinção do botão de Início — um componente bastante suscetível a falhas, se vocês bem lembram. As críticas ficaram por conta da quantidade absurda de adesivo juntando tudo, o que torna todos os reparos mais complicados. Ou seja, nenhuma novidade por aqui.

Atualização 13/11/2018 às 19:20

Hoje, a iFixit postou também um vídeo (e, curiosamente, apenas ele — nada de artigo acompanhando, pelo menos até o momento) com o desmonte do novo iPad Pro de 12,9 polegadas.

No geral, a arquitetura interna do modelo maior é basicamente idêntica à do seu irmão acima descrito; temos uma pequena diferença no formato dos alto-falantes e, claro, no tamanho da bateria, que tem, aqui, 9.075mAh; mais uma vez, o componente é menor que na geração anterior, quando as células tinham 10.875mAh.

No geral, a nota de reparabilidade do iPad Pro de 12,9″ foi igual à do seu irmão menor, bem como os pontos positivos e negativos destacados pela iFixit. Então tá bom.

Posts relacionados

Comentários