Apple é a empresa que mais se preocupa com o uso de produtos químicos tóxicos

Que a Apple se preocupa com a sustentabilidade dos seus produtos e das suas atividades, não é uma novidade. Mas, além de passar a operar com energia 100% renovável e se preocupar em fundir o alumínio de forma mais sustentável, a Maçã ainda se atém à segurança dos seus produtos, ficando em primeiro lugar no ranking da campanha Mind the Store, que analisa o uso correto de substâncias químicas pelas maiores empresas do mundo.

Este é o terceiro ano que a Safer Chemicals, Healthy Families realiza a pesquisa e, com relação ao resultado do ano passado, a Apple subiu sua nota de A para A+, marcando 106 pontos de 135 — disparada em primeiro lugar entre as 40 empresas analisadas, como Amazon, Walmart, McDonald’s e Subway.

Ranking de uso de produtos tóxicos
Além da Apple, outras três empresas (Target, Walmart e IKEA) obtiveram nota A.

A coalizão responsável pela campanha elogiou o trabalho da Apple no gerenciamento e na atualização da sua lista de substâncias reguladas (Regulated Substances Specification, ou RSS), além de seus esforços “para analisar cada componente dos produtos que comercializa”, revisando mais de 25 mil dos 50 mil componentes que utiliza em seus produtos e embalagens.

Desde 2003, a Apple trabalha para reduzir ou eliminar produtos químicos preocupantes de seus produtos, como chumbo, arsênico, bromados e ftalatos. Em 2015, a companhia também eliminou o berílio de vários componentes, informando que atingiu 100% de conformidade com a RSS “em todos os processos de produção nos locais de montagem final”.

Como dissemos, a preocupação da gigante de Cupertino com o meio ambiente é constante; portanto, assim como seus produtos, a Maçã também se esforça para tornar suas embalagens mais sustentáveis, de acordo com um relatório da companhia divulgado no ano passado.

A Safer Chemicals, Healthy Families recomendou a todos os varejistas que adotem políticas mais seguras para o uso de produtos químicos e divulguem todos os componentes incluídos em seus produtos e embalagens — não só pela segurança dos usuários finais, que compram e utilizam tais produtos, mas também para diminuir o impacto desses materiais no meio ambiente.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários