Apple Heart Study já é o maior estudo sobre arritmia realizado na história

Nem parece, mas já se vai mais de um ano desde que o Apple Watch Series 3 foi lançado e, dentre as várias novidades do modelo, a Maçã anunciou uma iniciativa destinada a aprofundar ainda mais seu compromisso com a indústria da saúde: o Apple Heart Study, programa realizado em parceria com a Universidade de Stanford que utilizaria os dados capturados pelo dispositivo em voluntários para reunir informações sobre arritmia cardíaca.

A ideia é fornecer uma base de estudos mais ampla para o desenvolvimento de tratamentos e curas para diversas doenças do coração.

App Apple Heart Study para iPhone e Apple Watch

O programa aceitou novos voluntários por cerca de um ano e teve suas inscrições encerradas em agosto último, permanecendo ativo até janeiro de 2019 para os que já estão participando das coletas. Agora vem o reconhecimento: segundo a revista científica American Heart Journal, o Apple Heart Study é, de longe, o maior estudo sobre arritmias cardíacas já realizado na história da medicina.

Foram 419.093 participantes fornecendo dados sobre seus corações, o que ultrapassou — e muito! — o segundo maior estudo do ramo, uma iniciativa sueca que recrutou cerca de 25.000 pessoas. De acordo com a revista, os pesquisadores de Stanford pretendem publicar os resultados finais da pesquisa no início de 2019 — certamente um prazo apertado para processar e interpretar os dados de tanta gente, mas tudo em nome da ciência, não é mesmo?

As descobertas dos pesquisadores podem girar principalmente em torno da detecção de episódios de fibrilação atrial — a condição que pode ser prenúncio de problemas mais graves, como um AVC, e que a Apple diz conseguir detectar com o novo recurso de eletrocardiograma do Apple Watch Series 4. Quem sabe, com os resultados dos estudos, a Maçã não possa aprimorar mais a ferramenta e tornar os sensores cardíacos do reloginho ainda mais precisos? Fica a torcida para que isso aconteça — e logo.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários