Amazon está contratando muito mais que a Apple na área de assistentes digitais

Se há uma área da Apple a qual (quase) todo mundo concorda que precisa de ajustes e melhorias bem urgentes se a empresa quiser competir de igual para igual com as concorrentes, é aquela referente à sua assistente digital. A Siri é frequentemente descrita como uma das menos hábeis assistentes do mundo e recebe críticas até mesmo dos criadores da tecnologia que a originou.

Mas será que a Maçã está desempenhando os esforços necessários para virar esse jogo? Bom, segundo dados levantados pelo Thinknum, ao menos em um ponto a Apple está perdendo feio para uma das suas principais concorrentes: a Amazon tem contratado muito mais gente para a equipe de desenvolvimento da Alexa do que a Maçã tem feito para ampliar o time de desenvolvimento da Siri.

Analisando apenas vagas abertas por cada empresa anteontem (2/1), a Amazon tinha 747 ofertas de emprego com a palavra “Alexa” no título; a Apple, por sua vez, tinha apenas 167 vagas com a palavra “Siri”. Ou seja, a gigante do varejo eletrônico está contratando profissionais num ritmo cinco vezes maior que a Maçã para desenvolver sua assistente digital.

Levando em conta dados históricos nos últimos dois anos e meio, a Amazon consistentemente tem oferecido vagas referentes à Alexa em uma taxa média quatro vezes superior às ofertas da Apple para posições relacionadas à Siri. O gráfico abaixo mostra bem essa disparidade:

Comparação entre vagas abertas na Apple e na Amazon para desenvolvimento da Siri e da Alexa

O próprio Thinknum faz uma consideração: a Amazon é uma empresa com corpo de funcionários muito maior do que a Apple (são 613.000 contra 80.000 empregados) e, portanto, seu ritmo de contratações também é muito mais alto. Entretanto, analisando apenas os setores relacionados às assistentes digitais, as empresas estão mais ou menos em pé de igualdade — a taxa de novas contratações, portanto, continua sendo de uma diferença deveras notável.

Claro que apenas um grande número de contratações não é a chave do sucesso de qualquer coisa: a Apple pode muito bem apresentar um produto melhor com uma equipe pequena, como já provou ser capaz de fazer várias vezes desde a sua fundação. A questão é que, até o momento, isso não aconteceu com a Siri; seria o caso, portanto, de a Maçã acelerar essa atração por novos talentos e colocar mais gente trabalhando na assistente e gerando ideias para ela?

Eu diria que sim.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários