Apple confirma que trocará iPads Pro entortados além de 400 microns

Há pouco mais de duas semanas, um executivo da Apple respondeu um email sobre a polêmica dos iPads Pro entortados e prometeu que a empresa emitiria um comunicado oficial para a imprensa. Tardou, mas chegou — em forma de um artigo de suporte publicado no seu site.

O texto, bem objetivo, basicamente repete o que já havia sido dito: que a nova carcaça dos tablets, com cantos retangulares, é construída com uma rigidez ainda maior que a de gerações anteriores e que a Apple estabelece um limite máximo de 400 micros (isto é, 0,4mm — menos do que quatro folhas de papel, segundo ela) de variação aceitável na sua estrutura.

Mas há duas informações importantes no novo artigo. Primeiro, a Apple dá a entender que esse problema de modelos entortados afetaria somente (ou em maior escala) as versões com conectividade celular, devido à presença de listras de antenas adicionais na carcaça do iPad Pro — as quais, obviamente, requerem “recortes” no seu monobloco de alumínio.

Independentemente se isso procede ou não, o que realmente interessa ao consumidor está ali no final. Em tradução direta nossa:

Se você acredita que tem um problema com a carcaça do seu iPad Pro

Se você acredita que seu novo iPad Pro não atende às especificações descritas nesse artigo, por favor contate o Suporte da Apple. A Apple oferece uma política de devolução de 14 dias para produtos comprados diretamente pela Apple. A Apple também provê uma garantia de até um ano em nossos produtos e cobrirá danos ocorridos devido a defeitos em materiais ou mão de obra.

Em outras palavras, ela está confirmando que trocará unidades entortadas além do seu limite de 400 micros. O que não é mais do que a sua obrigação, não importa se o produto em questão custa US$100 ou US$1.000.

Se essa polêmica já não estava afetando as vendas dos iPads Pro, agora eu imagino que todos possam ficar bem tranquilos em relação ao problema.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

17 comments

  1. Acho que a Apple estava investigando o porque de isso ter acontecido para então tomar as providências, normal na minha opinião.

  2. Reconsidere… acabei de comprar o meu, esta show de bola! Tinha um ipad pro de 9,7 antes. Comprei um de 11 e a tela é bem maior com a imagem espetaculares, nos filmes. está todo retinho. Nota 1000!!!

  3. Ela manteve o que disse, as pessoas que estão lendonas notícias e não sabendo dicernir que as fotos postados pelos veículos gringos não se referiam a esse caso dos 400 microns e sim de iPads tortos, que são sim cobertos pela Apple. A mídia gringa gerou um baita click bait em cima disso e gerou desinformação atrás de desinformação.

  4. ué nao era o usuario que estava usando errado? em tempo a samsung me culpou por usar brilho alto em tema negro e eu causar burn in na tela do meu S8…

  5. O erro da Apple foi antes de fazer as devidas “investigações”, declarar que o IPad vir torto era totalmente aceitável e que não faria a troca. Como você responde isso a um cliente altamente restrito, de um produto tão seleto(Devido ao seu preço) quanto os iPads? Foi o cúmulo da arrogância e um grande foda-se para o público mais fiel(não querendo dizer louco) que paga uma pequena fortuna pelos produtos da maçã.

  6. Como foi dito: não faz mais que a obrigação.

    Porém, todo comunicado da Apple neste momento, deve ser feito com o máximo cuidado visando não desvalorizar, mais ainda, as ações.

    Na realidade , sabemos, que muitos IPads serão afetados , senão todos – é um erro de projeto.

    Se fosse um lote específico fariam a troca e pronto: vida que segue! Porém não é o caso.

    Por isso quem se importar com “detalhes estéticos” é bom não adquirir este modelo.

  7. Bom, a mim afetou. Eu estava considerando trocar meu iPad Pro, mas desanimei depois dessa história. Um produto desse torto quando sai da caixa não é razoável. Vou ficar com meu anterior mesmo.

  8. A Apple tem que ser mais rápida em tomar providências para preservar sua imagem de excelência em qualidade e respeito aos seus consumidores. Há um certo tempo ela está agindo de forma bem arrogante. Com a concorrência chinesa crescendo espero que ela acorde logo. Se chegar no topo já é difícil, permanecer lá é mais difícil ainda. Sobretudo pelo fato de que produtos tecnológicos ficam obsoletos muito rapidamente.

  9. Conforme relatei num comentário anterior neste mesmo post, fui “sorteado” com um desses novos iPads Pro torto (modelo 12.9″ wifi+4G).

    Segue meu relato da primeira tentativa de atendimento:

    Bom, liguei na Apple e o atendente como sempre foi muito solicito.
    Mas de cara ele explicou que eu deveria aguardar na linha para que ele pudesse consultar um especialista pois não tinha ainda informações sobre esse tipo de caso.
    Não tive que esperar muito e ele orientou a levar até uma loja ou autorizada para que um técnico faça a análise do problema e tome as devidas providências.
    Me deram um número de caso e o telefone da autorizada mais próxima, que no meu caso fica a 170km de onde estou (estou Rio Preto e a autorizada mais próxima fica em Marília/SP).
    Liguei na autorizada e adivinhem?
    Por enquanto eles não sabem de nada e estão aguardando orientação da Apple.
    O técnico da autorizada foi prestativo e prometeu buscar informações junto à Apple e me comunicar para providenciar o envio do aparelho.
    Olha pessoal, sou usuário Apple desde 2006 e estou atolado em seu ecossistema, com iPhone, Watch, Apple TV, Time Capsule, iPad, etc… Mas esse tipo de coisa ultimamente tem feito eu questionar bastante essa fidelidade.
    Acho que num situação dessas a troca do aparelho deveria ser facilitada ao extremo e não é isso que a Apple está fazendo.
    Pelo contrário, divulga uma coisa e pratica outra.
    Irei relatar aqui os próximos passos do atendimento.

    Obs.: caso eu não me disponha a levar o aparelho até a autorizada em Marília (170km distante) poderei enviar via correios, mas o custo do envio e devolução ficará sob minha responsabilidade.

Deixe uma resposta