Justiça alemã descarta um dos processos da Qualcomm contra a Apple

Após vencer uma das etapas do processo contra a Apple na Alemanha e determinar que alguns modelos de iPhones fossem banidos do país, a Qualcomm não conseguiu apoiar a acusação mais recente de violação de patentes contra a companhia por lá, como divulgou a Reuters.

Nesse caso, o tribunal regional de Mannheim julgou o processo da Qualcomm como “infundado”, dizendo que a patente EP2460270B1 não foi violada pela Apple nos gadgets da companhia. A fabricante de chips informou que irá apelar da decisão com base, justamente, no outro processo que resultou no banimento dos iPhones 7, 7 Plus, 8 e 8 Plus na Alemanha.

A Apple tem uma história de violação de nossas patentes. Embora discordemos da decisão da corte de Mannheim e iremos apelar, continuaremos a aplicar nossos direitos (de propriedade intelectual) contra a Apple em todo o mundo.

O especialista em propriedade intelectual Florian Müller, do FOSS Patents, havia previsto que a acusação da Qualcomm sobre a patente em questão seria descartada e que a vitória sobre a Apple no fim do ano passado valeu pouco em termos práticos — já que os dispositivos banidos continuam disponíveis a partir de revendedores autorizados da Maçã.

A decisão de Munique afeta apenas 3% das vendas alemãs da Apple do iPhone 7 e do iPhone 8 (vendas diretas para usuários finais por meio de suas 15 lojas de varejo e sua loja online alemã). Mesmo aqueles 3% das vendas das duas gerações mais antigas do iPhone em um mercado que geralmente não é grande para a Apple (significativo, mas longe de ser substancial) não estão perdidos porque alguns comprarão outros modelos do iPhone e basta comprar esses modelos de iPhone de revendedores.

Na semana passada, a Qualcomm apresentou uma caução de €1,34 bilhão para garantir o fim da comercialização de tais dispositivos na Alemanha; a Apple também está recorrendo.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários