Americanos estão mais leais ao iOS que nunca — mas ainda atrás do Android

Falamos aqui há alguns meses sobre como o Android mantinha — ao menos nos Estados Unidos — uma taxa de lealdade ligeiramente superior à do iOS ao longo dos últimos anos, segundo dados da Consumer Intelligence Research Partners (CIRP). Agora, a pesquisa mais recente da firma foi divulgada e, embora o sistema do robozinho permaneça à frente da Maçã, a distância é a menor já registrada.

Taxa de lealdade de iOS e Android nos EUA, CIRP

No último trimestre de 2018, os dois sistemas conquistaram a maior taxa de lealdade já registrada em ambos os casos: o Android ficou nos 92%, enquanto o iOS veio logo atrás com 91%. A taxa de lealdade (ou retenção do consumidor) é definida como a porcentagem de dispositivos ativados por usuários que, anteriormente, tinham outro aparelho pertencente ao mesmo ecossistema.

Pelo gráfico, podemos ver que a tendência ascendente do iOS é mais forte que a do Android, o que indica que, talvez, possamos ver uma ultrapassagem do sistema da Maçã num futuro próximo — ou não, considerando o trimestre ruim dos iPhones e o fato de que o mundo do outro lado da cerca dos ecossistemas está apresentando aparelhos cada vez mais variados e capazes em diversas faixas de preço.

O fato é que, em ambos os casos, Apple e Google devem estar bem satisfeitas com os números apresentados: hoje, afinal, é mais importante manter um usuário dentro do seu ecossistema do que simplesmente vender aparelhos para ele — e, cada vez mais, parece que a tendência é vermos uma geração de consumidores que simplesmente escolhem um lado e lá ficam para todo o sempre.

O real desafio será atrair os indecisos, os jovens e os (poucos) dispostos a mudar de ecossistema; para vermos o resultado dessa briga, teremos que observar as cenas dos próximos capítulos.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários