Apple se antecipa e processa “patent troll” após ameaças envolvendo patentes de recarga via USB

O time de advogados da Apple tem sempre muito trabalho a fazer durante o ano, não apenas referentes às grandes disputas judiciais (como as da Samsung, da Qualcomm e outras), mas também pela infinidade de processos menores que chegam a Cupertino normalmente abertos pelas chamadas “patent trolls”.

Uma “patent troll” é uma empresa fundada exclusivamente com o objetivo de sair registrando (ou até comprando) patentes diversas e, sem de fato usá-las em nenhum produto/serviço próprio, ir atrás de gigantes que porventura estejam violando-as. Desta vez, porém, a Apple agiu mais rapidamente.

Após receber algumas ameaças de processo por parte da Fundamental Innovation Systems International (FISI), os advogados da Apple decidiram não perder tempo e eles mesmos já abriram um processo contra a “patent troll”.

A FISI detém algumas patentes relacionadas a recarga via interface USB (adquiridas da BlackBerry, algumas delas registradas em 2000), por isso a Apple não quis nem correr o risco de ter alguma dor de cabeça maior em tribunais. Basicamente, os advogados apresentaram ao Tribunal do Distrito do Norte da Califórnia um pedido para que ele impeça a “patent troll” de proceder com suas “alegações mentirosas”.

Em suas explicações preliminares, a Apple diz que nenhum dos seus produtos viola as patentes da FISI pois eles baseiam-se na sua interface proprietária Lightning, e não nos protocolos abertos do padrão USB 2.0 descritos nas patentes em questão.

A FISI já abriu processos similares contra empresas como Huawei, LG e Samsung, as quais posteriormente chegaram a acordos de licenciamento com ela.

Acompanharemos, é claro, o desenrolar desse caso.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários