Google é responsável direto por 20% da receita de serviços da Apple

Muito se fala sobre o segmento Serviços da Apple e como ele pode, em breve, tomar o lugar do iPhone como mais lucrativo e motor de crescimento principal da empresa. De fato, a receita proveniente dos serviços da Maçã atingiu mais um recorde histórico no último trimestre fiscal: US$10,9 bilhões. O que a gente não lembra é que uma parte significativa dessa grana vem de um lugar muito específico: Mountain View, Califórnia.

Analistas do Goldman Sachs publicaram na CNBC um relatório expondo como o Google ainda é responsável direto por cerca de 20% da receita do setor Serviços da Apple simplesmente para garantir seu lugar como buscador padrão no navegador Safari. Segundo o analista Rod Hall, só em 2018 a gigante pagou cerca de US$10 bilhões à Apple por esse acordo — estimativa ainda maior do que a que havíamos comentado em setembro passado.

Isso, claro, não é ideal para a Apple: se a empresa realmente quer que o segmento alce voos ainda maiores a ponto de se tornar seu carro-chefe, é salutar que ele não tenha 1/5 da sua receita pago diretamente por uma das suas principais concorrentes.

Hall opinou que, para se livrar da dependência do Google e considerar esse pagamento anual apenas como um agradável bônus e não como parte fundamental, a Apple terá de fazer o setor crescer ainda mais — algo entre 5% e 9% superior ao atualmente registrado por lá.

A solução óbvia para potencializar esse crescimento, disse o analista, é justamente a que todos nós estamos esperando: o lançamento da nova plataforma de mídia da Apple, englobando o Apple Music, o serviço de streaming de filmes/séries e o “Netflix de revistas” que está sendo planejado nos porões de Cupertino. Algumas dessas novidades, quem sabe, poderão ser vistas já no mês que vem.

Resta saber, claro, quanto a Apple pretende cobrar por essa plataforma e como a empresa pretende atrair novos usuários para ela, além daqueles que já estão no seu ecossistema. As respostas para essas perguntas deverão surgir em breve.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…