Apple Maps ganha nova página de coleta de dados; mais recursos são expandidos

No fim do ano passado, comentamos que a Apple adotou uma nova modalidade de coleta dados para os seus mapas, além dos típicos carros que circulam em algumas regiões: pessoas a pé. A novidade, que faz parte do processo de reconstrução do app Maps, também ganhou uma nova página com informações acerca dos próximos locais que a Maçã visitará.

Mochila do Apple Maps

Anteriormente, tanto os dados coletados por veículos quanto por pedestres eram divulgadas na página da frota de automóveis da empresa; agora, todo o cronograma de coleta de imagens (separado por regiões) pode ser acessado nessa página.

Nela, a Maçã revela algumas novas informações, incluindo que a coleta de dados por pedestres começou, no mês passado, nos estados americanos do Havaí e Nevada, e se estenderá até o próximo mês. A coleta por veículos também chegará ao pequeno país europeu de Andorra, localizado entre o sul da França e o norte da Espanha, em abril próximo.

A nova página também indica que a Apple “revisitará periodicamente alguns locais para coletar novos dados, em um esforço para manter um mapa atualizado e de alta qualidade”.

Transporte público e mapas internos

Recentemente, mais regiões dos Estados Unidos ganharam suporte às informações de transporte público, conforme detalhado na página de disponibilidade de recursos do iOS. Mais precisamente, esse recurso está disponível agora em: Alasca, Connecticut, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Delaware, Flórida, Geórgia, Illinois, Indiana, Kentucky, Mississippi, Missouri, Nova Jersey, Nova York, Oklahoma, Rhode Island e Texas.

Mapas internos de aeroportos

A Apple também expandiu os seus mapas internos de aeroportos para diversas novas regiões dos EUA, da Austrália e da Itália. São eles, respectivamente: o Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale-Hollywood (FLL), o Aeroporto Internacional de Newcastle (NCL) e o Aeroporto de Milão-Linate (LIN).

Enquanto o número de novos aeroportos com suporte aos mapas internos da Apple foi pequeno, a lista de shoppings que ganharam o recurso foi bem extensa. No geral, usuários de vários estados americanos agora podem visualizar mapas internos de centro de compras locais; mais cidades da Austrália, da Itália e do Japão foram incluídas, veja a lista completa de locais aqui.

Coleta final nos EUA

Como é possível notar, geralmente os EUA estão sempre incluídos na lista de expansões dos mapas; afinal, esse é o país de origem da Maçã. Desde quando começou a utilizar veículos equipados com sensores LiDAR1, há mais de três anos, a Maçã já percorreu parcialmente 45 dos 50 estados americanos até hoje.

Com as expansões recentes, esse total deverá aumentar nos próximos meses, uma vez que a Apple confirmou que começará a coletar dados do Alasca, da Carolina do Sul e do Tennessee entre março e julho deste ano. Além disso, a companhia continuará a expandir seus recursos em outros setes estados dos EUA durante esse período.

Nesse sentido, faltam ainda dois estados para completar a coleta de dados por todo o território americano: Arkansas e Oklahoma. Porém, tudo indica que a Maçã já está operando nesses locais, de acordo com usuários que coletaram imagens dos veículos da companhia por lá (porém também é possível que esses carros não tenham coletado nenhum dado).

Se tudo der certo, a Apple deverá lançar o seu (aprimorado) serviço de mapas nos EUA no ano que vem; ainda não há previsão de quando essa expansão chegará por aqui, no Brasil, ou mesmo em Portugal.

via MacRumors: 1, 2, 3

Posts relacionados

Comentários