Como mensagens de usuários enviadas para Tim Cook impactam a Apple

Se você acompanha o MacMagazine e o nosso Instagram, então deve saber que recorrentemente compartilhamos histórias de pessoas que foram salvas (literalmente) pelo Apple Watch, graças aos seus recursos de saúde. Além dos casos que se tornam públicos, diversos outros são enviados diretamente para o CEO1 da Apple, Tim Cook, em forma de emails ou cartas de agradecimento.

Por ser uma figura importante, muitos acreditam que Cook não lê essas mensagens. De fato, são milhares de relatos e é humanamente impossível acompanhar todos sozinho; por isso, Cook possui um assistente que o ajuda exclusivamente nesse contato com os clientes.

Ainda que muitas pessoas nunca foram (e nem serão) respondidas, isso não significa que aquela mensagem foi enviada em vão. Como divulgou a CNBC, muitas cartas são direcionadas para funcionários de diversas áreas da companhia — algumas ajudam, inclusive, a guiar a Maçã quanto à escolha dos seus recursos mais importantes, principalmente com relação à saúde.

Nesse sentido, tais mensagens tiveram um impacto particularmente grande no desenvolvimento do Apple Watch. Em 2015, logo após o vestível ter sido lançado, a Apple destacou uma série de recursos do relógio, incluindo a comunicação com o iPhone e, é claro, as funções de saúde.

Não demorou para que as mensagens de usuários sobre o Apple Watch começassem a chegar em Cupertino. Muitos clientes descreveram como o relógio alertou-os sobre condições médicas até então não-diagnosticadas e, depois disso, a Maçã destacou e implementou ainda mais recursos na área — como vemos hoje, com o Apple Watch Series 4.


Apple Watch Series 4 dourado

Apple Watch Series 4

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio ou aço inoxidável
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2018

Botão - Comprar agora

Uma das primeiras histórias de “salva-vidas” do Apple Watch envolveu o adolescente americano Paul Houle Jr., que notou que sua frequência cardíaca era o dobro do que deveria ser depois do seu treino de futebol, levando-o a procurar assistência médica. Houle descobriu que ele tinha um problema cardíaco grave, o qual já estava começando a causar danos; na época, Cook ligou para o jovem depois que ele soube da história.

Um ex-funcionário da Apple contou à CNBC que esses emails foram uma “surpresa” para a empresa, já que o Apple Watch não havia sido desenvolvido, na época, para detectar irregularidades no ritmo cardíaco. Outro ex-empregado da companhia disse que esses emails mostraram que o relógio poderia ter um impacto mais positivo na saúde dos usuários do que qualquer um poderia ter previsto.

Por fim, essas mensagens também são importantes para a moral dos funcionários da companhia, principalmente para os engenheiros que, muitas vezes, não possuem uma função externa (logo não se encontram regularmente com os usuários) e só conferem a importância do seu trabalho por meio desses relatos.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários