Mensagens de áudio do iMessage melhorarão bastante no iOS 12.2

Um dos pontos em que o iMessage perde feio para concorrentes como WhatsApp ou Telegram é a qualidade das mensagens de áudio. Você pode fazer o teste e comprovar que, na plataforma da Apple, os clipes de voz sempre soam abafados e indefinidos, ao contrário dos áudios cristalinos gerados pelos outros mensageiros. Fico feliz de informar, entretanto, que esse problema está em vias de acabar.

O desenvolvedor Frederik Riedel publicou no seu Twitter uma descoberta deveras animadora: a mais recente beta do iOS 12.2 muda o codec utilizado para as mensagens de áudio do iMessage, colocando-as em pé de igualdade com as do WhatsApp e do Telegram em termos de qualidade sonora.

Uau: no iOS 12.2 beta 5 as mensagens de voz no iMessage finalmente parecem estar consertadas. Elas soam cristalinas agora.

O que mudou? Eu analisei rapidamente os arquivos de voz (novo codec!):

Antigamente: codec AMR a 8.000Hz
Amostra do iOS 12.2 beta 5: codec Opus a 24.000Hz

Riedel comentou que o codec Opus é, de fato, a melhor escolha para voz no momento e o formato utilizado justamente pelo WhatsApp, pelo Telegram e pelo protocolo WebRTC. O desenvolvedor compartilhou também uma comparação dos clipes de voz no iMessage antes e depois da atualização — a diferença é realmente brutal:

Aqui está a comparação direta. Que diferença!

É bom notar que os novos arquivos de voz, como evidenciado no primeiro tweet, ocupam bem mais espaço de armazenamento que os antigos; de qualquer forma, isso não deverá fazer tanta diferença, já que, por padrão, o iMessage apaga as mensagens de voz dois minutos depois que você as ouve — isso pode ser alterado, entretanto.

Para desfrutar da mudança, ambos os usuários — remetente e destinatário — precisam estar rodando o iOS 12.2 ou o macOS Mojave 10.14.4 (que, como sabemos, ainda não tiveram suas versões finais disponibilizadas); em outros casos, o arquivo de áudio será enviado na configuração antiga. Ou seja, a transição será lenta… mas pelo menos acontecerá.

Tava na hora, né, Apple?

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários