Apple anuncia parcerias para promover pensamento crítico no mundo das notícias

Ao que tudo indica, falta menos de uma semana para conhecermos todos os detalhes do “Netflix de revistas” da Apple e sabermos qual a visão dela para a sua entrada de cabeça no mercado editorial. Antes disso, entretanto, as maquinações da Maçã por trás das câmeras já estão bem evidentes.

A empresa anunciou hoje uma série de parcerias com organizações dedicadas à chamada “media literacy” — um conceito traduzido literalmente como “alfabetização de mídia” e que tem como objetivo educar jovens para a recepção e interpretação de notícias e conteúdo digital numa era em que o excesso do consumo acrítico desse tipo de informação pode ser extremamente prejudicial.

Inicialmente, a Maçã está firmando parcerias com três organizações: a News Literacy Project (NLP) e a Common Sense, nos Estados Unidos, e a Osservatorio Permanente Giovani-Editori, na Itália. As três receberão suporte da Apple para “avançar seus esforços em empoderar jovens com as habilidades de pensamento crítico necessárias para a nova era digital”, nas palavras da própria empresa.

Falando sobre o assunto, o CEO Tim Cook afirmou que “o senso crítico para com as notícias é vital para sustentar uma imprensa livre e uma democracia próspera”, acrescentando que admira o trabalho das organizações parceiras da Apple e que está orgulhoso de trabalhar com elas. A editora-chefe do Apple News, Lauren Kern, afirmou que a plataforma continua “comprometida em trazer jornalismo de qualidade de fontes confiáveis” e a parceria com as ONGs vai fortalecer essa missão num horizonte cada vez mais complicado.

O CEO da Common Sense, James P. Steyer, também compartilhou algumas palavras sobre a iniciativa:

A falta de senso crítico da geração mais jovem em relação às notícias é um problema cada vez maior para o nosso país. Casos sobre a manipulação da mídia e o impacto resultante na sociedade evidenciaram a importância e o tamanho do problema. Nós precisamos ajudar nossos estudantes não só a buscar fontes confiáveis, mas também a pensar criticamente sobre o mundo da mídia e das ideias. A Apple compartilha nossa missão de criar uma geração de crianças e jovens que prosperarão como aprendizes, líderes e cidadãos da era digital, e a Common Sense está empolgada em fazer parte dessa iniciativa importante.

Não foram compartilhados detalhes práticos acerca da parceria, mas as organizações deverão receber apoio financeiro, logístico e de expertise por parte da Apple; em contrapartida, as ONGs deverão contribuir para um ambiente mais curado e saudável no futuro serviço de notícias da Maçã.

Bacana, não?

Posts relacionados

Comentários