Protótipo do primeiro iPhone se parecia com uma placa-mãe antiga

Por mais que o design do iPhone tenha mudado nesses mais de dez anos desde que a versão original do dispositivo foi apresentada, em 2007, é muito difícil desvincular a imagem do hardware mais popular da Maçã daquela que nós conhecemos há mais de uma década.

Porém, as recém-divulgadas imagens do protótipo original do iPhone (apelidado internamente de M68), obtidas pelo The Verge, mostram como a Maçã conseguiu manter o design do produto final em segredo a partir de um circuito que possui, basicamente, os mesmos componentes do seu primeiro smartphone, mas que não se parece nem um pouco com ele.

Protótipo de iPhone (M68)

A placa-mãe (que não se assemelha nem mesmo a esse componente dos PCs mais recentes) inclui todas as peças originais do iPhone, como o processador, a memória, o botão de Início, o finado conector de 30 pinos, a câmera e as antenas Wi-Fi e Bluetooth. Por ser um protótipo, o circuito possui duas entradas Mini-USB para acessar a banda base das antenas.

Embora esse modelo de testes se pareça bastante com um iPhone 4, o The Verge explicou que algumas unidades de EVT1 foram fornecidas sem a tela (que inicialmente era coberta por plástico), o que significa que muitos funcionários da Maçã trabalharam no dispositivo original sem ter ideia de como ele iria se parecer.

Se um engenheiro da Apple recebesse uma placa de desenvolvimento como essa, sem uma tela, o componente de vídeo e os conectores RCA na lateral do circuito poderiam ser usados para conectá-lo a uma tela. Os engenheiros também podiam testar a conectividade com fones de ouvido graças às portas de saída de som estéreo na lateral. Até a câmera principal do iPhone está montada na placa para testes, e há um espaço gigante para testar a bateria. A Apple também deixou espaço para o que é marcado como “prox flex” para o teste do sensor de proximidade.

Eis o resultado:

Protótipo de iPhone (M68)

Sobre as imagens divulgadas, o ex-engenheiro de software da Apple Ken Kocienda disse não se lembrar desse modelo de placa (vermelho) do protótipo do primeiro iPhone, afirmando que, na época, sua versão era verde. De acordo com ele, a partir de agosto de 2005 as telas eram fornecidas separadamente do circuito.

Eu vi diversas variantes de placas de desenvolvimento do iPhone em laboratórios e escritórios aqui e ali, mas não me lembro dessa versão vermelho em particular. Sigilo compartimentado, etc.

Acontece que eu tenho uma versão um pouco melhor desta foto de protótipo do iPhone, além de mais duas do mesmo dia, 4 de fevereiro de 2006.

Estávamos nos preparando para uma demonstração na “Between”, uma das salas de conferência no segundo andar do prédio 2 em Infinite Loop. Eu sou aquele na foto com cinco pessoas, de pé, com as mãos nos bolsos. Grande momento com ótimas pessoas.

Aqui estão as fotos das placas de desenvolvimento que usamos para desenvolver a interface de usuário do iPhone. Este hardware quase definitivamente pertencia a Henri Lamiraux, e tenho certeza de que foi ele quem tirou essas fotos.

Independentemente disso, a Apple (nem outra fabricante de smartphones, acredito eu) não usa atualmente placas tão grandes como essa para o desenvolvimento dos seus dispositivos. A partir do iPhone 4, por exemplo, esse circuito ficou ainda menor e ganhou muito mais segurança nas unidades EVT, como cases gigantes que protegem e mantêm o sigilo dos protótipos.

Como destacou o The Verge, essa é a primeira vez que um protótipo tão secreto do primeiro iPhone é divulgado publicamente; raramente vemos exemplos de como o hardware desse dispositivo foi criado, especialmente dado o tempo desde que ele foi lançado.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários