Data center da Apple na Dinamarca estaria ameaçado após interrupção de obras

Quem acompanha com mais afinco os passos da Apple possivelmente há de lembrar do anúncio, feito em 2015, de dois novos data centers da empresa (um na Irlanda e o outro na Dinamarca), representando um investimento total de cerca de £1,7 bilhão (cerca de R$8,6 bilhões).

Em meados do ano passado, o plano foi radicalmente alterado quando a construção em território irlandês foi definitivamente cancelada por conta de imbróglios judiciais. Agora, o projeto dinamarquês parece estar sob a corda bamba, também.

A TV local Midt-Vest relatou hoje que a construção do data center, localizado na pequena vila de Foulum (no município de Viborg), foi interrompida e os trabalhadores não receberam orientações sobre quando voltar à obra. Segundo descrição dos jornalistas, o terreno está “sem vida” — não há qualquer movimentação no local, seja de trabalhadores ou representantes da Maçã.

Os problemas, aparentemente, teriam a ver com a empreiteira contratada pela Apple — uma empresa irlandesa chamada Exyte. Fontes sugeriram à TV que a Maçã teria encerrado o contrato com a firma depois de repetidos atrasos: a data limite para conclusão de uma etapa do projeto teria sido marcada para setembro passado e posteriormente remarcada para o mês atual, mas em nenhum dos dois casos a construtora conseguiu entregar os resultados a tempo.

Obras do data center em Viborg em 12 de julho de 2017 | Foto: TV / Midt-Vest

O caso, obviamente, traz um enorme abacaxi para a Apple: o data center já está parcialmente erguido, o que representa uma dor de cabeça muito maior do que no caso irlandês, onde o projeto foi cancelado antes de qualquer martelo ser batido no terreno. Naturalmente, é de se esperar que a Maçã consiga reverter a situação com outra empreiteira, mas pode ser que o problema não seja resolvido tão facilmente assim — afinal, estamos falando de contratos milionários e (possivelmente) processos judiciais deveras espinhosos no caso da quebra deles.

O fato é que, ao menos por ora, os planos da Maçã de ter seu próprio data center na Dinamarca para alimentar serviços como o iCloud, o iTunes e a App Store estão pendurados.

via Apple World Today

Posts relacionados

Comentários