Samsung adia indefinidamente lançamento do Galaxy Fold

Era bom demais para ser verdade: quando a Samsung apresentou seu primeiro telefone dobrável, o Galaxy Fold, a data de lançamento anunciada (26 de abril, nos Estados Unidos) parecia otimista demais para um aparelho aparentemente ainda em fase de desenvolvimento.

É bem verdade que a sul-coreana conseguiu colocar o aparelho no mundo, distribuindo versões plenamente funcionais a jornalistas e especialistas da área para reviews antes da chegada ao mercado. E aí está o problema. Desde então, várias unidades de teste do Galaxy Fold começaram a apresentar problemas na tela, o que levou a Samsung a adiar indefinidamente o lançamento do aparelho.

O burburinho sobre um possível adiamento do smartphone vinha se estendendo desde a manhã de hoje, e a notícia foi finalmente confirmada pela fabricante agora à tarde. Segundo a Samsung, a nova data de lançamento será revelada nas próximas semanas, e eles aproveitarão esse tempo extra para “fortalecer a tela” do dispositivo.

A medida parece ser salutar: uma amostra considerável de aparelhos apresentou problemas em poucos dias nas mãos dos jornalistas de veículos especializados. O Galaxy Fold enviado ao The Verge, por exemplo, apareceu com um pequeno calombo na parte que se dobra da tela; em poucos dias, esse calombo causou um dano permanente no painel, que passou a exibir duas linhas estáticas.

Galaxy Fold quebrado de Mark Gurman
Galaxy Fold quebrado de Mark Gurman

Outros casos, como o do YouTuber Marques Brownlee e o do jornalista Mark Gurman (da Bloomberg), foram ainda piores, com a tela sofrendo um dano catastrófico logo de cara. Entretanto, ambos removeram uma película protetora que não deveria ser retirada; a Samsung esqueceu de dar esse pequeno aviso, mas o componente é parte integrante do smartphone e removê-lo causa problemas sérios na tela — ainda que, aos nossos olhos, a película pareça somente uma daquelas proteções que vêm em qualquer aparelho novo numa caixa.

Abaixo, reproduzimos uma parte do comunicado da Samsung enviado ao The Verge:

Descobertas iniciais das nossas inspeções de problemas relatados na tela mostraram que as falhas podem estar relacionadas com impactos no topo ou na parte de baixo de áreas expostas pela dobradiça. Tivemos também um caso onde substâncias encontradas dentro do dispositivo afetaram o desempenho do painel. Nós vamos tomar medidas para fortalecer a proteção do display e melhorar as orientações para que os consumidores cuidem e mantenham seus dispositivos, incluindo instruções sobre a camada protetora, para que todos aproveitem ao máximo o Galaxy Fold.

A Samsung não divulgou ainda que política será adotada para os consumidores que adquiriram um exemplar do dispositivo, que custa quase US$2.000, no período de pré-venda. As notícias não são animadoras, ainda mais considerando que a empresa está falando em mudar a proteção da tela – o que pode levar um tempo considerável. Talvez a Sammy tenha colocado o carro na frente dos bois?

O fato é que, agora, a bola está com a Huawei: seu Mate X não teve data de lançamento anunciada até o momento, mas a empresa pode correr com os testes para tomar da concorrente a dianteira no mercado de aparelhos dobráveis. Quem será que ganhará essa corrida?

Posts relacionados

Comentários