Google Fit chega ao iPhone para lhe ajudar a ter uma vida mais saudável

Não seria nenhuma hipérbole dizer que usuários do ecossistema da Apple já estão muito bem servidos no que se refere a soluções de saúde, bem-estar e acompanhamento de exercícios — além da plataforma Saúde (Health), da própria Maçã, uma infinidade de aplicativos e acessórios está disponível para quem queira ir além com outras empresas. Hoje, mais uma opção deveras tentadora entrou nesse catálogo.


Ícone do app Google Fit: monitor fitness

Google Fit: monitor fitness

de Google LLC

Compatível com iPhones
Versão 1.6 (109 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitnessScreenshot do app Google Fit: monitor fitness

O Google Fit, plataforma de saúde da gigante de Mountain View, chegou recentemente à App Store em um aplicativo novinho em folha para iPhones. O software, que recebeu um enorme banho de loja no Android em 2018, chega ao outro lado da cerca com as mesmas novidades recebidas no robozinho — e com um visual bem agradável, baseado na filosofia Material Design 2.

No Google Fit, suas atividades ficam divididas em dois objetivos: os minutos em movimento, que contam todos os momentos em que você se movimentou, ficou em pé ou fez alguma mudança saudável no seu dia a dia (como trocar o elevador pela escada); e os pontos cardio, que contabilizam atividades mais fortes, como uma caminhada rápida ou uma corrida.

Os dados capturados pelo Google Fit no ecossistema da Apple vêm da própria plataforma Saúde, da Maçã, ou de dispositivos Wear OS conectados ao iPhone; você pode conectar a plataforma do Google a serviços externos, como o Nike+ Run Club, o Sleep Cycle e outros.

Apesar disso, o Fit não trabalha bem em conjunto à plataforma da Apple: se você tem um relógio inteligente Wear OS conectado ao iPhone, por exemplo, os dados capturados pelo acessório serão compartilhados somente com o serviço do Google — o que significa que, para ter um relatório completo das suas atividades, você provavelmente precisará ficar trocando entre o Google Fit e o Saúde.

Ainda assim, a novidade é ótima para quem tem um iPhone mas prefere se manter nos serviços do Google. O Google Fit está disponível gratuitamente na App Store.

Posts relacionados

Comentários

7 comments

  1. Po… acho que eu fui o único que curti a novidade? Kkkk sigilo de dados à parte, o app ficou super bem construído, bonito, intuitivo, os gráficos são mais bonitos e o app ficou mais leve que o da Apple… mas temos também que entender que ele e o app Saúde da Apple não são tãaaao concorrentes assim, isso porque o app Saúde está muito mais para um repositório de dados. A comparação justa seria o app Atividade. Uma função que podia ter e que até hoje não vi um app que faça isso de forma bacana é permitir imprimir os dados em PDF, como um relatório, com os gráficos dos batimentos e o novo eco… já vi alguns que exportam dados, mas já montar um PDF bonitão não… Alguém sabe?

  2. Baixei, achei o visual bacana, mas achei tosco quando adicionei uma entrada de peso errada e precisei apagar… Não encontrei a opção de apagar uma entrada errada no app.

    Bom, se eu não achei, então ou não existe essa opção, ou está escondida demais. acho que lançaram antes de ficar pronto.

    Resultado: apaguei e voltei pro Mi Fit.

  3. Não entendi a parte que diz que “você provavelmente precisará ficar trocando entre o Google Fit e o Saúde”. Se tudo o que vai pro Health vai pro Google Fit, porque não posso usar apenas o Fit pra ver tudo?

Deixe uma resposta